Cuiabá

Segunda, 27 de outubro de 2008, 22h36

Após derrota, Mendes volta à carreira de empresário em MT

  • Notícias

Juliana Michaela
Direto de Cuiabá

O candidato derrotado nas eleições à prefeitura de Cuiabá (MT), o empresário Mauro Mendes (PR), retornou para as atividades que ocupava antes de disputar o pleito na capital mato-grossense - a presidência da Federação das Indústrias no Estado de Mato Grosso (FIEMT) e a empresa Bimetal - de construção de torres de telecomunicação. "Como cidadão, irei retomar a minha vida. Hoje de manhã, fui trabalhar na minha empresa e a tarde retomarei a presidência na FIEMT. Vou continuar servindo o meu partido no que for solicitado", disse Mauro Mendes.

Para Mendes, o resultado nas eleições foi extremamente positivo. "Tive mais de 100 mil votos. Talvez, se tivesse mais dias de eleições, teríamos mais chances. Muitas pessoas confiaram em mim, pessoas que me conheceram em um período de três a quatro meses. Não é fácil você conquistar a confiança da população para gerenciar a cidade", disse.

Ele destacou que tinha conhecimento das dificuldades. "Sempre soube que não seria fácil. As primeiras pesquisas mostravam que eu tinha apenas 1% de aceitação, mas consegui alcançar o segundo turno e conquistei 39,53% dos votos", disse.

Sobre o pleito de 2010, Mauro disse que não sairá da política. O republicano afirmou que tem respeito ao seu partido e às pessoas que acreditaram em sua candidatura. Segundo ele, dois anos é um tempo longo.

"Nesse momento, continuarei trabalhando na FIEMT, cumprindo meu papel no crescimento do Estado de Mato Grosso e fazer com que haja mais estímulos ao incentivo fiscal, algo que Wilson Santos não gosta. Acho que é por isso que as indústrias não vêm para cá, ele é contra", disse.

Sobre as criticas do tucano Wilson Santos (adversário no pleito) de que a campanha em Cuiabá teria sido suja, Mendes disse que atacou somente a gestão da prefeitura. "Os panfletos que fiz estão todos assinados, os demais não sei. Ele (Santos) fala, mas quero que ele cite quais foram".


Especial para Terra