Belo Horizonte (MG)

Segunda, 27 de outubro de 2008, 09h40 Atualizada às 11h53

Vitória de Lacerda pode encerrar participação do PCdoB em BH

  • Notícias

A vitória de Márcio Lacerda (PSB) na prefeitura de Belo Horizonte parece ter encerrado uma história de 16 anos de colaboração do PCdoB nos quadros da administração municipal. "Nas circunstâncias atuais, não temos condição de integrar a prefeitura de BH, pois discordamos da aliança entre PT e PSDB", afirmou a candidata derrotada no primeiro turno Jô Moraes (PCdoB). A capital mineira vem de quatro administrações consecutivas de partidos de esquerda, das quais o PSDB jamais tinha participado.

A chapa de Lacerda teve como vice o deputado estadual Roberto Vieira de Carvalho (PT) e recebeu o apoio informal do governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB).

O distanciamento do PCdoB da prefeitura é perceptível desde o lançamento da campanha de Jô Moraes, quando os comunistas entregaram os cargos que ocupavam. Ela afirma que, ao levar a eleição para o segundo turno, a população de BH demonstrou que "não entendeu" a aliança de parte do PT municipal com uma legenda que faz oposição ao presidente Lula.

"Foi uma campanha pouco politizada, em que se colocou personagens que não se relacionam com a vida política de Belo Horizonte. (...) A partir de agora essas forças políticas, que tem necessariamente a compreensão de que não é possível uma aliança entre PSDB e PT, vão analisar e ver a melhor posição a tomar. Mas temos certeza que vamos estar vigilantes nas conquistas democráticas do nosso povo", disse.


Agência Brasil