Porto Alegre (RS)

Domingo, 26 de outubro de 2008, 08h52 Atualizada às 09h03

Fogaça toma café da manhã com lideranças no comitê de campanha

  • Notícias

O candidato do PMDB, José Fogaça, se reúne com correligionários antes da votação
O candidato do PMDB, José Fogaça, se reúne com correligionários antes da votação
Daniela Uequed /Especial para Terra

Daniela Uequed
Direto de Porto Alegre

Acompanhado da mulher e dos quatro filhos, o candidato à reeleição para a prefeitura de Porto Alegre (RS) José Fogaça (PMDB) chegou atrasado ao comitê central de campanha por volta das 8h. A chegada estava marcada para as 7h30. Na entrada, o peemedebista foi recepcionado por militantes. No local reservado ao café da manhã, Fogaça encontrou o vice, José Fortunatti (PDT), os senadores Pedro Simon (PMDB) e Sério Zambiasi (PTB), o ex governador Germano Rigotto (PMDB) e diversos políticos locais.

Em breve entrevista à imprensa, Fogaça chamou os eleitores para irem às urnas da capital. "Conclamo as pessoas de todas as idades e bairros a colocarem seu voto na urna", disse o candidato que depois corrigiu, "ops, a apertar o botão". "Porto Alegre tem que dar uma lição de democracia", afirmou.

O prefeito licenciado comentou ainda sobre a correria do segundo turno e a quantidade de atividades políticas que teve. "O debate foi mais direto, Porto Alegre foi a cidade que teve maior número de debates do País. Havia ainda a gravação de programas diários de rádio e TV".

O peemedebista garante que não tem superstição para o dia da eleição, mas segue sempre o mesmo ritual. Segundo ele, o único ato é acompanhar o voto do senador Pedro Simon e vice-versa. "Sempre fizemos isso. Tem dado certo. Vencemos 90% das eleições que disputamos assim".


Especial para Terra