Maranhão

Sábado, 25 de outubro de 2008, 17h24

Desenvolvimento é prioridade para os candidatos de Benedito Leite

  • Notícias

A grande dependência de Benedito Leite dos municípios vizinhos, tanto em infra-estrutura quanto na economia, e o desejo de experimentar um pouco do progresso que eles vivem, faz com que as propostas dos três candidatos que disputam a prefeitura da cidade tenham a mesma prioridade: o desenvolvimento.

"Temos que romper com a dependência de Uruçuí (município vizinho, no Estado do Piauí). Se você precisar de médico para fazer um exame, precisa ir lá. Se precisar trocar o pneu do carro, também. Então, a minha primeira meta seria colocar o básico dentro de Benedito Leite. Nossa cidade tem 89 anos. São Domingos do Azeitão tem 12 e tem tudo isso", compara Marcus França (PRTB).

Para aquecer a economia local, ele e demais candidatos pretendem atrair investimentos para a agricultura e pecuária. Para eles, o fundamental para desenvolver a atividade rural e melhorar a vida dos moradores do campo é levar o Programa Luz para Todos, do governo federal, para Benedito Leite.

Júnior Coelho (PRB) e Pené (PMDB) dizem que vão investir também em piscicultura, já que o município fica às margens dos rios Parnaíba e Balsas. Para tirar os projetos do papel, o candidato do PRB diz que pretende captar recursos com os governos federal e estadual.

Com os incrementos na agricultura, pecuária e piscicultura, Júnior Coelho disse que espera ampliar a receita do município para até R$ 3 milhões ao mês. Os demais candidatos preferiram não falar de estimativas.

Dona Pené, tia do atual prefeito e candidata da situação, disse que vai manter a linha adotada por Walber, dando continuidade e melhorando os projetos. Promete, ainda, investir de maneira mais incisiva em assistência social.

"Nossa prioridade é atender às camadas mais carentes. Vamos priorizar as secretarias de Saúde, Educação e Assistência Social. No social, nós já pegamos todos os projetos do governo federal: Bolsa Família, Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti), e Programa de Saúde da Família (PSF). Temos cinco médicos, três enfermeiras e 22 técnicas de enfermagem. E vamos melhorar", disse a candidata.


Agência Brasil