São Paulo (SP)

Sábado, 25 de outubro de 2008, 01h03 Atualizada às 01h23

Debate: Kassab desconsidera documento de Marta

Kassab desconsiderou documento apresentado pela petista
Kassab desconsiderou documento apresentado pela petista
Marcelo Pereira/Terra

Luiz de França
Direto de São Paulo

O candidato Gilberto Kassab (DEM) desconsiderou o documento apresentado pela candidata do PT, Marta Suplicy, durante o debate promovido pela Rede Globo, que seria uma carta de despejo utilizada com o objetivo de retirar moradores de uma favela. "Muito mais expressivo que o documento, são as obras do nosso mandato", disse o democrata, durante entrevista coletiva, após o final do debate.

O prefeito também minimizou a utilização de um vídeo, por parte da campanha do PT, onde ele aparece chamando um cidadão paulistano de "vagabundo". A campanha petista usou o vídeo no último horário eleitoral, na noite de sexta.

"Sobre esse episódio, eu já pedi desculpas à cidade. O eleitor quer conhecer propostas. Eu optei por fazer um programa de alto nível e não mostrei em nenhum momento o destempero da minha adversária, que ocorre em algumas ocasiões. Procuro mostrar respeito ao eleitor".

Sobre a constante tentativa de Marta de ligar seu nome ao dos ex-prefeitos Celso Pitta e Paulo Maluf, Kassab disse que isso não representa nenhuma novidade, pois a petista vem fazendo isso há quatro anos. "Essa é uma campanha equivocada, não é verdadeira. Todos sabem que Pitta não faz parte do meu time", ressaltou.

Questionado se o marketing teria ajudado a alavancar sua campanha, Kassab afirmou: "não existe marketing que consiga ser feliz sem uma boa gestão".

O prefeito terminou a coletiva dizendo que a sua adversária não se reelegeu em 2004 porque não tinha o que mostrar.


Especial para Terra