São Paulo (SP)

Sexta, 24 de outubro de 2008, 14h37 Atualizada às 14h52

Na TV, Marta pede reflexão e Kassab admite que precisa melhorar

  • Notícias

Os candidatos à prefeitura de São Paulo levaram para a televisão praticamente o mesmo programa eleitoral exibido no horário eleitoral gratuito de ontem à noite.

Marta Suplicy (PT), porém, encerrou seu programa ressaltando que o eleitor deve refletir qual o governo realizou mais "benefícios concretos" para sua vida. "E qual você acha que pode fazer mais pelo seu futuro? Quem tem mais experiência, propostas e apoio político? Quem pode fazer o que não foi feito? Quem você conhece mais? Reflita bem sobre isso. Isso vai ajudar na decisão do seu voto", concluiu a candidata.

Durante uma parte do horário eleitoral a petista atacou as propostas do rival Gilberto Kassab (DEM), como as AMAS e os CEUs construídos na gestão do candidato do DEM. Repetiu também o discurso do vereador Carlos Apolinário (DEM) que defendeu o pedágio urbano, em plenário da Câmara Municipal. Em outro momento apresentou propostas como a expansão do Metrô, de corredores e a revitalização do centro.

Além de citar a parceria com o governo Lula (federal), alguns petistas deram seu apoio: os senadores Eduardo Suplicy e Aloizio Mercadante, os deputados federais Carlos Zarattini, coordenador da campanha petista na cidade, Paulo Pereira da Silva, o Paulinho presidente da Força Sindical e Jilmar Tatto, o deputado estadual Simão Pedro, o vereador José Américo e os governadores Wellington Dias, do Piauí, e Eduardo Campos, de Pernambuco.

Já a campanha de Kassab, começa citando pesquisa Ibope em que o candidato tem 60% dos votos válidos. Depois, falou sobre os benefícios da Lei Cidade Limpa, hospitais construídos em sua gestão, remédio em casa, entre outras propostas. "Agora tem duas professoras na primeira série. Não tem em todas as escolas, eu sei. Mas, já ta dando certo. Veio pra ficar e agora é ir em frente", diz um locutor.

O argumento de que não está do melhor jeito continua: "Agora, longe de mim dizer que está tudo resolvido. É claro que a gente tem que continuar melhorando a saúde, melhorando a educação. Até porque isso é um trabalho que não pára. Um prefeito tem que trabalhar para que um dia seja melhor do que o outro", diz o próprio Kassab.

Também dedicou um tempo para as Escolas Técnicas, em parceria com o Centro Paula Sousa, do governo do Estado. A Escola Técnica de Heliópolis, que está sendo construída no CEU Heliópolis, fica pronta em dezembro, por exemplo.

Kassab rebateu críticas da campanha petista, afirmando que "um prefeito preocupado com as pessoas" não pode "simplesmente cruzar os braços e achar que a responsabilidade toda é do governo federal e do governo do Estado". Logo em seguida entra o depoimento do governador José Serra, o mesmo de ontem. A propaganda se encerra com um ator falando sobre o CEU de Vila Formosa, que tem sido alvo de disputa entre os candidatos nos últimos dias. "Na terça, ao contrário do que disse, o Kassab checou o cronograma da obra e hoje de manhã foi lá pessoalmente. Kassab constrói e a Marta critica. Justo ela que deixou a cidade completamente falida", encerrou a propaganda.


Redação Terra