Salvador (BA)

Quinta, 23 de outubro de 2008, 23h18

Tucano decide apoiar candidato do PT em Salvador

  • Notícias

O candidato do PT à prefeitura de Salvador, Walter Pinheiro, recebeu apoio do tucano Antônio Imbassahy, ex-prefeito da capital baiana e ex-integrante do grupo liderado pelo senador Antônio Carlos Magalhães, que morreu no ano passado. Pinheiro passou para o segundo turno em segundo lugar, mas com apenas cerca de 11 mil votos  de diferença de seu adversário, o atual prefeito que tenta a reeleição, João Henrique (PMDB).

No primeiro turno, os tucanos, que chegaram a estar no segundo lugar nas pesquisas, mas acabaram derrotados e amargaram o quarto lugar. A aliança vai de encontro à determinação da Executiva Nacional do PSDB de não permitir que nos estados PT e PSDB caminhem juntos. Imbassahy integrou o carlismo (grupo político liderado por ACM) e atualmente faz parte da base de apoio do governador Jaques Wagner, principal apoiador de Pinheiro.

 Outro apoio importante que Pinheiro conseguiu angariar no segundo turno foi o Bispo Márcio Marinho, que concorreu como candidato à vice na chapa derrotada do carlismo. Lder da Igreja Universal, em Salvador e integrante do PR, Marinho se tornou uma dissidência de seu partido ao apoiar o candidato petista, já que o presidente da legenda na Bahia, o ex-governador César Borges, levou o partido para a candidatura de João Henrique. 

 Pinheiro está em seu quarto mandato como deputado federal e na última eleição se elegeu com a maior votação já obtida por um deputado federal do PT no Brasil.

Como principais propostas, ele defende a implantação da educação em tempo integral, investimentos em transporte coletivo, principalmente no metrô e a utilização de câmeras nos carros da polícia para filmar as ações dos policiais.


Agência Brasil