Belém (PA)

Quinta, 23 de outubro de 2008, 07h11

Candidatos diminuem ataques no debate em Belém

Candidatos participam de debate no  SBT
Candidatos participam de debate no SBT
Lucy Silva/Especial para Terra

Lucy Silva
Direto de Belém

Em um programa mais enxuto, com apenas uma hora de duração, e estrutura diferenciada, o penúltimo debate do 2º turno das eleições municipais de Belém, promovido pelo SBT, os candidatos à prefeitura Duciomar Costa (PTB)e José Priante (PMDB), deixaram os ataques de lado e aproveitaram o tempo para apresentar suas propostas. Apenas um direito de resposta foi concedido.

Foram apenas três blocos, sendo que o diferencial foi o primeiro, onde, através de sorteio, os candidatos tiveram tempo para expor suas propostas sobre os assuntos trânsito e transporte, turismo, educação e assistência social, segurança pública, geração de emprego e renda, saneamento e urbanismo; cultura esporte e lazer. Os temas foram divididos igualmente através de sorteio e cada um teve três minutos para explanar sobre eles.

Quem começou falando foi Duciomar Costa, que inicou com um dos temas mais polêmicos dessas eleições: saúde. O petebista falou de dados obtidos em seu governo e prometeu ampliá-los se for reeleito. "Conseguimos reduzir em 74% os casos de dengue e em 50% os de diarréias. Rececemos conceito "A", do Ministério da Saúde, mas ainda precisamos avançar e é isso que vamos fazer", disse Costa.

Na seqüência José Priante falou sobre seus projetos sobre trânsito e transporte. "Vamos fazer medidas estruturantes como o projeto Via Metrópole para desafogar o trânsito, em parceria com governo do estado. Paralelo a isso, vamos fazer medidas simples como criar faixas exclusivas para ônibus", prometeu o peemedebista.

O turismo foi o segundo tema sorteado para Duciomar Costa, que disse que falou sobre as obras de infra-estrutura como forma de fomento do setor. "Conseguimos trazer o Fórum Social Mundial, através de grandes obras de infra-estrutura que vão preparar a cidade para isso, como a nova Duque de Caxias, 1º de dezembro e o binário da Senador Lemos", avaliou.

Já Priante respondeu a segunda pergunta sobre educação e asssistência social e aproveitou para fazer críticas à atual administração. "A cidade não é feita de ruas, mas de pessoas, que precisam ser cuidadas, tem que estudar, trabalhar e ter saúde. Vamos tratar com cuidado a cidade levando em conta as necessidades das pessoas", ressaltou.

O terceiro tema sorteado para Duciomar Costa foi seguraná pública. Ele falou sobre os projetos em parceria com o Governo Federal. "Já estamos em andamento com o Pronasci, que é um conjunto de 94 ações integradas para garantir a segurança da população", explicou Costa.

Em seguida, Priante falou sobre geração de emprego e renda, ressaltando seus projetos para a área. "Vamos criar já no primeiro trimestre de governo, vinte mil bolsas do protécnico. Financiar cursos para que os jovens possam ter capaciatação, como informática e eletrônica", prometeu o candidato peemedebista.

O petebista falou, na seqüência sobre saneamento básico e urbanismo e usou como exemplo obras que desenvolveu em seu governo. "Fizemos mais de mil e duzentas ruas e vamos fazer ainda mais. Vamos dar continuidade a esse trabalho", prometeu Costa.

Encerrando o bloco, José Priante falou sobre cultura, esporte e lazer, citando projetos em que pretende se reproduzir na capital. "Vou instalar em Belém um projeto parecido com um programa que deu certo em Brasília, o "Esporte à meia-noite", que vai abranger esses jovens que ficam zanzando pelas rioas à noite. Reativar quadras e praças abandonadas para isso, vamos ocupar a juventude", garantiu.

O segundo bloco, que foi dedicado à perguntas entre os candidatos, com temas livres, mas teve um tom morno, diferente dos debates anteriores nas outras emissoras locais. Os participantes se questionaram sobre temas como saúde, saneamento, educação e coleta de lixo.

Em um dos poucos ataques, José Priante questionou o atual Prefeito sobre um convênio com uma empresa de coleta de lixo e responsável pelo maquinário da macrodrenagem na cidade. "Como o senhor explica o fato de seu ex-assessor ser proprietário da empresa e ter repassado recentemente o comando da mesma para outra pessoa", acusou Priante.

Duciomar respondeu: "A obrigação de responder por isso é deles dois, Quero saber o que eu tenho a ver com isso. O contrato existe e é para 30% da coleta do lixo apenas e a gerência do maquinário e quando cheguei na Prefeitura ele já existia. Só fiz cumprir os prazos. Minhas contas foram aprovadas por dois anos consecutivos pelo Tribunal de Contas do Município. Se houver alguma denúncia, faça aos orgãos competentes", disse Costa.

O único direito de resposta do programa foi concedido ao petebista por uma afirmação de José Priante, sobre o orçamento da Secretaria de Esporte e Lazer criada na administração do adversário. Priante afirmou que a verba para essa secretaria seria de 20 a 25 mil reais. Em seu direito de resposta Duciomar Costa explicou. "A própria assessoria jurídica admitiu que errou, estaria sendo repetitivo na minha fala, mas esses dados não são verdadeiros", finalizou Costa.


Especial para Terra