Florianópolis (SC)

Terça, 21 de outubro de 2008, 14h57 Atualizada às 14h48

Bornhausen reivindica paternidade de obras citadas por Amin

  • Notícias

Fabrício Escandiuzzi
Direto de Florianópolis

O ex-presidente nacional do DEM, Jorge Bornhausen, entrou na campanha do segundo turno em Florianópolis a favor de Dário Berger (PMDB) ao contestar publicamente as propagandas de rádio e televisão veiculadas pelo candidato Esperidião Amin (PP). O ex-senador emitiu uma nota afirmando que algumas obras citadas em programas de televisão teriam sido executadas por ele, quando governador de Santa Catarina e não pelo candidato a prefeito, como mostra o programa.

Bornhausen permanecia alheio à disputa após o primeiro turno, quando se empenhou pessoalmente na campanha César Souza Júnior (DEM), terceiro colocado com 13% dos votos.

Ele contestou o programa eleitoral de Amin, que apresenta suas realizações durante dois mandatos como governador do Estado. O ex-senador afirmou que colegas o incitaram a reclamar para si, obras atribuídas ao candidato progressista como a construção da avenida Beira Mar Norte, a mais importante da capital catarinense, do terminal rodoviário, além de pavimentação de algumas rodovias.

Bornhausen, 71, foi nomeado governador de Santa Catarina entre 1979 e 1983, além de cumprir dois mandatos como senador. Ele destacou que Esperidião foi um dos integrantes de seu secretariado. "Lembro que Esperidião Amim foi diretor do Badesc e prefeito, no governo Konder Reis, e secretário de Transporte e Obras durante o meu governo", recordou em nota oficial, citando que as obras atribuídas pelo candidato como suas realizações, teriam na realidade ocorrido no governo Bornhausen.

"Agradeço a todos que me ajudaram a governar Santa Catarina e reafirmo meu compromisso permanente com a verdade, fator essencial para a credibilidade dos homens públicos", finalizou o presidente nacional do DEM.


Especial para Terra