Goiânia (GO)

Terça, 21 de outubro de 2008, 10h17 Atualizada às 10h15

Em Anápolis, candidatos recebem apoios políticos

  • Notícias

No único município goiano onde haverá segundo turno, Anápolis, os dois candidatos em disputa, Antônio Gomide (PT) e Onaide Santillo (PMDB), participam de debates durante o dia e recebem apoios políticos na busca dos votos de indecisos.

O vereador e candidato petista, obteve 42,83% dos votos válidos no primeiro turno, na busca pela simpatia dos eleitores dos candidatos vencidos, o principal trunfo de Gomide é a posição que ocupa como candidato do partido do presidente da República. "Está muito claro para o eleitor anapolino que o presidente Lula já escolheu seu candidato. Lula está conosco", disse, ressaltando a atual popularidade recorde do presidente.

Prova disso são as visitas chegam direto de Brasília. Na quinta-feira, 16, Gomide recebeu apoio do ministro do Desenvolvimento Social, Patruz Ananias, que veio proferir uma palestra aos militantes petistas, bem como para os partidos coligados.

Já a ex-deputada Onaide Santillo, que teve 20,52% segue o trabalho no segundo turno e diz ter uma tática para reverter a desvantagem de 18 pontos atrás do petista. "Segundo turno é uma nova eleição", avalia. "Cinco dias antes (da votação), estes votos não estavam com ele, é um voto volátil", define."Vamos procurara atrair o eleitor que votou nos outros candidatos, com alianças, apoios", disse.

Esta semana a candidata recebeu a visita do prefeito de Goiânia, Íris Rezende Machado. O prefeito gravou participação no programa eleitoral de Onaide.

Onaide se apresenta como candidata com maior capacidade de aglutinar apoios. "O objetivo não é apenas ganhar as eleições, é fazer uma administração pacificadora em Anápolis, que sofreu muitas turbulências motivadas pela falta de experiência", avalia, referindo-se à cassação do prefeito Pedro Sahium, em 2006.


Redação Terra