Maceió

Quarta, 15 de outubro de 2008, 07h36 Atualizada às 07h42

Irmão de PC Farias é acusado de falsificar votos em Alagoas

  • Notícias

Odilon Rios
Direto de Maceió

A Polícia Federal (PF) deflagrou, na madrugada desta quarta, a operação Voto Nulo, que investiga uma quadrilha acusada de falsificar votos durante as eleições deste ano. O esquema usava carteiras de identidade falsas, o que possibilitava que a mesma pessoa votasse mais de uma vez, com nome diferente. Parte desta quadrilha foi presa no dia das eleições, 5 de outubro, com 83 carteiras de identidade falsificadas.

A Polícia Federal cumpre, nesta quarta, 20 mandados de busca e apreensão e seis de prisão nas cidades de Porto de Pedra, litoral norte de Alagoas, e Maceió. Na lista dos presos, segundo o superintendente da PF, José Pinto de Luna, está o prefeito reeleito de Porto de Pedra, Rogério Farias, irmão do deputado federal Augusto Farias e do PC Farias, ex-tesoureiro de campanha do ex-presidente Fernando Collor de Mello.

A casa do juiz eleitoral de Porto de Pedras Rivoldo Sarmento também está sendo vasculhada, de acordo com o superintendente. A previsão da PF é que às 16h seja divulgado um balanço geral da operação.


Especial para Terra