Florianópolis (SC)

Segunda, 13 de outubro de 2008, 21h19 Atualizada às 22h39

PCdoB fecha aliança com Amin em Florianópolis

  • Notícias

Fabrício Escandiuzzi
Direto de Florianópolis

O PCdoB anunciou que apoiará o candidato Esperidião Amin, do PP, no segundo turno das eleições para a prefeitura de Florianópolis (SC). Ângela Albino, que obteve 12% dos votos válidos no primeiro turno e terminou em quarto lugar, afirmou que a decisão de apoiar o ex-governador ocorreu devido a ataques pessoais feitos por Dario Berger, do PMDB, na primeira fase da campanha.

Ela também citou que há semelhanças entre os programas de governo de PP e PC do B para a capital catarinense.

"Nós nos reunimos, conversamos muito e decidimos de forma unânime não só apoiar, como entrar na campanha de Esperidião com nossa militância", disse Ângela. "Também nos identificamos com os projetos apresentados pelo ex-governador, principalmente na área de educação."

Amin agradeceu a decisão de Albino e disse que a aliança foi formalizada sem pressão e com coerência. "Foi uma decisão natural e sou muito grato. A senhora deu mais um exemplo de que a mulher é a parte forte nessa disputa", disse Amin na entrevista coletiva em que Ângela anunciou o apoio.

"Nossos adversários têm pautado suas decisões em troca de cargos, compromissos e promessas, que, inclusive, não dizem respeito só a Florianópolis. Essa aliança ocorreu de forma sadia, sem pressões e promessas, foi margeada apenas pela coerência."

Racha no PDT

O vice de Ângela, Tico Lacerda, provocou um racha no PDT ao se recusar a apoiar o candidato Dário Berger. Ele disse que seis candidatos a vereador pela legenda estarão trabalhando na campanha de Amin.

"Não houve uma reunião, uma deliberação em que eu, candidato a vice, tivesse emitido sequer uma opinião", destacou. "Não sei se procede essa informação de que o PDT irá caminhar com Berger, mas eu não estarei ao lado do PMDB."


Especial para Terra