Pará

Segunda, 6 de outubro de 2008, 10h28 Atualizada às 11h11

Pesquisa: no PA, eleitor vota sem saber atribuições de vereadores

  • Notícias

Os mais de três meses de campanha eleitoral não foram suficientes para esclarecer o eleitor do Pará sobre o papel do vereador e suas obrigações junto à população. Pesquisas do cientista político Edir Veiga, professor da Universidade Federal do Pará, revelam que 70% dos eleitores costumam não se lembrar em quem votaram para vereador na eleição passada e confundem o papel do seu representante. "O eleitor vê o legislador como um realizador", afirmou.

Segundo Edir Veiga, o cidadão tem um sentimento de que "a câmara municipal não interfere em nada na sua vida e o vereador geralmente não aparece depois de receber seu voto", disse.

A presidente do Conselho Estadual dos Direitos das Crianças e Adolescentes do Pará, Maria Nazaré Sá de Oliveira, lamenta o distanciamento da campanha com as necessidades da população e as "propostas genéricas" ouvidas no pleito de 2008."O poder legislativo não é para fazer aterro de rua nem para garantir cirurgia ou ambulância", afirmou Maria Nazaré.

"Como o Estado não garante essas ações, os vereadores entram nessa prática eleitoreira", afirmou a presidente do Conselho Estadual dos Direitos das Crianças e Adolescentes. Para ela, o mesmo processo começa a acontecer nas eleições para os conselhos tutelares , que são usadas como trampolim para as eleições municipais.

Maria Nazaré afirma que há candidatos aos conselhos tutelares prometendo inscrições em programas do governo federal, como o Bolsa-Família e o Pró-Jovem.

O Guia do Eleitor Cidadão, editado pelo Senado Federal e pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), explica que os vereadores fazem as leis dos municípios e tem o papel de fiscalizar a atuação do prefeito, vice-prefeito e secretários municipais e os atos de toda a administração federal.

A dedicação exclusiva a essas atribuições, no entanto, pode afastar os vereadores de sua base. "Os parlamentares mais dedicados não conseguem logro na reeleição", aponta Edir Veiga que calcula que a renovação das câmaras de vereadores nos municípios do Pará possa chegar até 60%.


Agência Brasil