Belém (PA)

Segunda, 6 de outubro de 2008, 09h54 Atualizada às 10h43

Duciomar e Priante disputam 2º turno em Belém

  • Notícias

Após horas de apuração arrastada, Duciomar Costa (PTB), da Coligação União por Belém, que congrega, além de seu partido, PDT-PTC-PRP-PV-PTdoB-PSC-PSDC-PR-PRTB, se confirmou como vencedor do primeiro turno das eleições municipais de Belém (PA) com 35,15% dos votos válidos. Além disso, a disputa que estava acirrada entre a segunda colocação só foi definida no último instante. Priante (PMDB) ficou em segundo lugar, com 19,03% e vai disputar o próximo turno. O candidato Mário Cardoso (PT) ficou em terceiro com 18,11%. A cidade foi a última a encerrar a apuração no País, hoje às 9h04 da manhã, segundo a assessoria do Tribunal Regional Eleitoral do Pará (TRE-PA).

Segundo a Juíza Margui Bittencourt, da 97ª zona eleitoral, faltavam computar os últimos dados de 20 urnas. A demora aconteceu por causa de atrasos das transportadoras que levariam os materiais de totalização ao Hangar para a transmissão final. Com a ausência das transportadoras algumas escolas dos bairros mencionados foram trancadas pelos Presidentes de Mesa. As urnas foram apanhadas somente na presença da Polícia Federal durante a madrugada.

Apesar disso, segundo a juíza, os trabalhos de totalização não foram suspensos durante a madrugada.

Em quarto lugar ficou Valéria Pires Fraco (DEM), com 13,34%. Em seguida vêm os candidatos Arnaldo Jordy (PPS), com 11,49%, Marinor Brito (Psol) , com 2,03% e Delegado João Morais (PSL), com 0,86%.

O candidato da Coligação União Por Belém, que tem como vice Anivaldo Vale (PR), conseguiu o apoio da maioria dos partidos em torno da sua candidatura à reeleição. A campanha foi marcada por uma disputa acirrada com Valéria, sempre tecnicamente empatada com o petebista nas pesquisas realizadas pelo Ibope, alternando com ele o primeiro lugar.

Por ser o atual prefeito, o petebista foi muito criticado pelos adversários durante a campanha. Até a candidata pelo Democratas, sua aliada no pleito anterior, alegou que foi enganada por ele. A principal crítica feita à administração atual foi com relação aos problemas enfrentados pela população na área da saúde. Por sua vez, Duciomar Costa alegou que houve um descaso por parte do governo do Estado com relação à saúde, que acabou prejudicando sua administração.


Redação Terra