Natal (RN)

Domingo, 5 de outubro de 2008, 20h49 Atualizada às 02h32

Em Natal, Micarla é eleita no primeiro turno

Eleita no primeiro turno, Micarla comemora resultado
Eleita no primeiro turno, Micarla comemora resultado
Juliska Azevedo/Especial para Terra

A candidata à prefeitura de Natal (RN) da coligação Natal Melhor (PV-PP-PTB-PMN-PR-DEM), Micarla de Sousa (PV), venceu no primeiro turno as eleições municipais com 50,84% dos votos válidos e é a nova prefeita da capital do Rio Grande do Norte. Em segundo lugar ficou Fátima Bezerra (PT) com 36,83% dos votos válidos. Todos os votos já foram contabilizados.

Em terceiro lugar está o candidato Vober Júnior (PSDB), com 6,38%, seguido por Joanilson Rego (PSDC), com 2,58% dos votos, Miguel Mossoró (PTC) registrou 2%. Em sexto lugar vem Sandro Pimentel (Psol), com 0,79%, Dário Barbosa (PSTU), com 0,45%, e Pedro Quithé (PSL), com 0,14%. Os votos brancos somam 2,58%, os nulos, 6,56%. Ao todo, 380.028 eleitores compareceram às urnas da cidade.

Micarla, que conta com Paulinho Freire (PP) como vice, liderou as pesquisas desde o início da campanha e, em agosto, quando ela aparecia, de acordo com o Ibope, com mais de 50% das intenções de voto, já se acreditava na vitória no primeiro turno, o que se confirmou mesmo com um leve crescimento de Fátima Bezerra nas últimas semanas.

A corrida eleitoral em Natal foi marcada pela forte participação da cúpula do PT na campanha de Fátima Bezerra. Ricardo Berzoini, presidente do partido, e o presidente Luiz Inácio Lula da Silva subiram no palanque para conseguir votos para a correligionária.

Durante a campanha, Fátima Bezerra e sua coligação chegaram a pedir na Justiça a cassação dos registros de Micarla Sousa. A petista acusou a adversária de utilizar a TV Ponta Negra, afiliada do SBT em Natal, para se promover. A emissora é propriedade da candidata.

A vitória de Micarla, que ocupou o cargo de vice prefeita no início da atual gestão, demonstra a popularidade da jornalista, que está há apenas 5 anos na política. Micarla deixou o cargo em 2006, quando já era presidente do PV, e foi candidata a deputada estadual, sendo eleita como a mais votada daquelas eleições.


Redação Terra