São Luís

Domingo, 5 de outubro de 2008, 19h41 Atualizada às 22h37

São Luís terá segundo turno entre Castelo e Dino

  • Notícias

O candidato do PSDB, João Castelo, votou na Escola Divina Pastora, no bairro do Anil
O candidato do PSDB, João Castelo, votou na Escola Divina Pastora, no bairro do Anil
Shirley Freire/Especial para Terra

Com os votos totalizados em São Luís (MA), o ex-governador do Estado João Castelo (PSDB) aparece como o vencedor do primeiro turno das eleições para prefeito, com 43,12% dos votos dos válidos. Ele disputará o segundo turno, no dia 26 de outubro, contra o candidato Flávio Dino (PCdoB-PT), que tem 34,28% dos votos válidos. Na terceira colocação, segundo dados parciais da Justiça Eleitoral, ficou Clodomir Paz (PDT), com 9,46%.

João Castelo, que tem Helena Dualibe (PSB) como vice na coligação São Luís Merece Mais, e é o favorito a quebrar uma seqüência de três mandatos do PDT. O Partido Democrático Trabalhista venceu as eleições majoritárias municipais em 1996 e 2000, com o atual governador do Maranhão, Jackson Lago, e em 2004, com Tadeu Palácio.

João Castelo liderou as pesquisas desde o começo da campanha eleitoral. O tucano, que havia perdido a eleição para Tadeu Palácio quatro anos atrás, ainda em primeiro turno, entrou na disputa utilizando-se de sua longa experiência política, já que, além de governador do Maranhão, foi senador e deputado federal em quatro mandatos.

O auge da candidatura de João Castelo aconteceu no fim de agosto, quando alcançou 51% das intenções de voto em uma pesquisa feita pelo Ibope. Depois, perdeu um pouco de fôlego, mas nunca ficou abaixo de 45% e jamais foi ameaçado por seus adversários.

Diante de sua disparada nas pesquisas, os adversários tentaram até impugnar sua candidatura. As coligações encabeçadas por Clodomir Paz (PDT) e por Raimundo Cutrim (DEM) denunciaram que João Castelo pagou multa eleitoral depois do registro da candidatura, fato que o tornaria inelegível. A Justiça, no entanto, indeferiu o caso, mantendo o candidato tucano no páreo.

A convenção que protocolou a candidatura de João Castelo aconteceu no fim de julho. Ele foi aclamado pela cúpula tucana, sendo mais uma vez definido como o nome forte do PSDB para a prefeitura. Outra possibilidade do partido era o deputado federal Pinto da Itamaraty, que terminou com a função de coordenador da campanha de João Castelo.


Redação Terra