Teresina (PI)

Domingo, 5 de outubro de 2008, 16h19 Atualizada às 16h22

Atropelamento impede eleitora de votar em Teresina

  • Notícias

Carlos Rocha
Direto de Teresina

Um atropelamento impediu a dona-de-casa Francisca Luiza de Souza, de 45 anos, de votar. Ela estava na garupa da moto do genro, Francisco César Freire Silva, quando um ônibus da Viação Teresinense fechou a moto, às 14h, no cruzamento das ruas Coelho de Resende e Lucídio Freitas, no bairro Marquês de Paranaguá, na zona Norte de Teresina, no Piauí.

Com o choque, os dois caíram no asfalto fazendo com que Francisca Luíza sofresse um profundo corte no cotovelo direito e escoriações nos braços, abdômen e costas. De acordo com Francisco César, o ônibus fugiu sem prestar socorro às vítimas, deixando cobrador e passageiros no ônibus.

Francisca Luíza foi socorrida por uma equipe médica e uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi chamada e fez a remoção da vítima para o Hospital de Urgência de Teresina (HUT) Dr. Zenon Rocha.

O seu genro Francisco César sofreu escoriações leves. Nervoso e com as mãos trêmulas, Francisco César disse que o ônibus vinha no mesmo sentido e, sem nenhum motivo, o motorista jogo o veículo para cima da moto, provocando a queda dos dois. "Ele sabe o que fez, por isso fugiu. Ele jogou o ônibus para cima da gente, sem nenhum motivo. Não havia mais ninguém na avenida", reclamou o motociclista.


Especial para Terra