PortoVelho (RO)

Sábado, 4 de outubro de 2008, 10h52 Atualizada às 11h42

RO: candidata é cassada por trocar votos por combustível

  • Notícias

A candidata a vereadora em Porto Velho Sandra Maria Barreto de Moraes (PCdoB) teve seu registro de candidatura cassado sob a acusação de ter entregado combustível aos eleitores em troca de votos. Além de não poder concorrer, Sandra também terá de pagar multa no valor de R$ 10.641,00.

O processo que cassou a candidata foi aberto após denúncia feita ao Disque-Eleição, do Tribunal Regional Eleitoral de Rondônia (TRE-RO). Conforme a denúncia, a candidata estaria entregando vale-combustível, acompanhado de santinhos de sua candidatura aos eleitores.

Em diligência no comitê de Sandra, os servidores da Justiça Eleitoral receberam das mãos do coordenador de campanha da candidata, Luis Fernando Martins, um vale de dez litros de gasolina, acompanhado de vários santinhos dela.

Em sua defesa, a candidata contestou a ação da Justiça. Sandra afirmou que as diligências realizadas pelos funcionários da Justiça Eleitoral são ilícitas, pois somente a Polícia Judiciária poderia ter realizado as diligências.

O juiz responsável pela cassação do registro da candidata, Ilisir Bueno Rodrigues, afirmou, em sentença, que a ação não foi realizada dentro dos parâmetros legais. "Os servidores da Justiça Eleitoral, no caso, prestaram um excelente serviço à sociedade, desvendando o comportamento ilícito da candidata representada", afirmou em sua sentença.

O juiz ressaltou ainda que, para que se caracterize a compra de votos, o ato não precisa ser praticado pelo próprio candidato, além de não ser necessário o pedido explícito de votos.


Redação Terra