Natal (RN)

Quinta, 2 de outubro de 2008, 09h00 Atualizada às 09h09

Micarla: "quem manda em Natal é o povo"

A carreata de encerramento da campanha reuniu mais de 10 mil pessoas e durou seis horas
A carreata de encerramento da campanha reuniu mais de 10 mil pessoas e durou seis horas
Juliska Azevedo/Especial para Terra

Juliska Azevedo
Direto de Natal

A carreata e caminhada de encerramento da campanha da candidata à prefeitura de Natal Micarla de Sousa (PV) reuniu mais de 10 mil pessoas e durou seis horas. Com um trajeto de aproximadamente 10 km, a candidata percorreu os bairros do centro e zona leste de Natal. Micarla destacou a confiança de que está consagrada a vitória no primeiro turno. "Vocês estão dando a maior prova aos poderosos que eles não podem mandar em Natal e fazer daqui um curral eleitoral. Aqui quem manda é o povo", disse a candidata, durante a primeira parada para discurso, no bairro das Quintas.

A movimentação foi seguida não apenas por militantes da candidatura majoritária e dos vereadores, mas também por moradores dos locais por onde passava, que se juntavam ao grupo para acompanhar a candidata. Micarla recebeu presentes de anônimos, como imagens de santos, quadros, chaveiros e CDs.

Durante todo o trajeto Micarla esteve acompanhada do candidato a vice-prefeito, Paulinho Freire (PP), dos senadores José Agripino Maia e Rosalba Ciarlini (DEM), do presidente da Assembléia Legislativa, deputado Robinson Faria (PMN) e do deputado federal Fábio Faria (PMN).

José Agripino fez comício dizendo que o povo entendeu que não deve concentrar poder de um lado só. "Do lado de lá estão os poderosos e o povo entendeu que não é bom concentrar o poder todo de um lado. Então, prefere eleger sua intérprete", disse.

Ao chegar no largo da SEMOV, Micarla chorou emocionada com a concentração popular. Quando subiu no palanque, primeiro abraçou as pessoas da equipe de campanha, correligionários e apoiadores para dar início aos discursos.

O presidente da Assembléia fez um retrospecto da campanha e destacou que Natal voltou a ter movimentações políticas como as grandes passeadas das décadas de 1980. "A outra candidata tinha três máquinas, mas não tinha a maior delas, que é a força do povo, que está com você. Esse é o principal discurso, é o mais bonito, do povo de Natal, que veio às ruas mostrar que é politizado e vai votar em Micarla".

A candidata encerrou o comício com um discurso emotivo, em que apresentou a sua família, agradeceu aos anônimos que a acompanharam durante a campanha, às lideranças e aos eleitores. Ao final, convocou a população para "formar uma corrente" dos que querem Natal Melhor. "Maior que o poder dos poderosos é o poder do povo livre", afirmou.


Especial para Terra