Teresina (PI)

Quinta, 2 de outubro de 2008, 07h20

Sílvio e Nazareno trocam acusações durante debate em Teresina

Os candidatos à prefeitura de Teresina trocaram acusações durante o debate
Os candidatos à prefeitura de Teresina trocaram acusações durante o debate
Carlos Rocha/Especial para Terra

Carlos Rocha
Teresina

O aperto de mão entre os candidatos à prefeitura de Teresina Sílvio Mendes (PSDB) e Nazareno Fonteles (PT) antes do debate da TV Meio Norte, afiliada Band, foi apenas um sinal da cordialidade que se dissipou durante as duas horas que os candidatos trocaram idéias. Os dois travaram um embate aberto com ironias e direitos de resposta para ambos.

A principal motivação para o embate foi a denúncia feita pelo petista, de que a prefeitura de Teresina teria contratado pessoas em período eleitoral para a Fundação Municipal de Saúde. Nazareno Fonteles reafirmou a denúncia e convocou a população a levar em conta a denúncia. "Quero reiterar a corrupção na Fundação Municipal de Saúde. Houve a intenção de colocar pessoas durante o processo eleitoral. Levem isso em consideração", disse Nazareno.

Sílvio Mendes reafirmou que as contratações são legais. "A denúncia é vazia. Houveram contratações que foram legais. Essa denúncia saiu porque na Fundação há uma militante do PT, que nós não perseguimos", afirmou.

Outro ingrediente no embate entre Sílvio e Nazareno foram as ironias. Quando o candidato Major Avelar (PSL) relembrou a denúncia de contratações ilegais na Fundação Municipal de Saúde, o candidato questionou se Avelar estava a serviço de Nazareno. "Não sabia que Nazareno precisava de ajuda nos ataques", disse Sílvio Mendes.

Nazareno Fonteles respondeu criticando o modo como Sílvio Mendes se apresenta. "O prefeito se comporta como artista de frases feitas. Esta denúncia foi feita por uma servidora ao Ministério Público cinco dias antes de tomarmos conhecimento", comentou.

Nazareno apresentou ainda denúncias a respeito de nepotismo na Fundação Municipal de Saúde. "Eu estou só mostrando a verdade para a população. A justiça tem de resolver isso. Espero que ele corrija a tempo. O que não pode é dizer uma coisa e fazer outra", afirmou Nazareno.

Fonteles dizendo que não tem duas caras. Sílvio Mendes respondeu afirmando que as denúncias fazem parte de um "jogo pequeno" feito por Nazareno Fonteles. "Parentes meus nomeados por mim só o Felipe (Mendes) e esse não sai porque a decisão não permite. É o jogo pequeno de palavras que ele faz", comentou o prefeito.

Os outros candidatos foram enfáticos em criticar os líderes das pesquisas de opinião. "Os candidatos oficiais tem colocado que vão tentar resolver coisas que já teriam resolvidos, mas não vão resolver. O dinheiro é sempre para os ricos", disse Alexis Leite, candidato do Psol.

"Vamos estar junto com o povo resolvendo a questão da escola, saúde, eu acredito em quem está junto fazendo, quem fica mandando sem fiscalização, não acredito", comentou Major Avelar (PSL).

"Os ataques e ofensas me faz pensar que política virou sinônimo de maracutaia, rearranjos e denúncias, nossa cidade precisa de uma nova forma de ser gerida", ressaltou Ismar Tavares (PCB).


Especial para Terra