Maceió

Quarta, 1 de outubro de 2008, 09h25

Jornal: PF indicia prefeito de Maceió e dirigente de banco

  • Notícias

A Polícia Federal de Maceió concluiu nesta terça-feira a investigação de um esquema de desvio de verba de gabinete da Assembléia Legislativa de Alagoas, e indiciou o atual prefeito da capital alagoana e candidato à reeleição, Cícero Almeida (PP), além do vice-presidente do Bradesco, Norberto Barbedo, por suspeita de gestão temerária, formação de quadrilha e lavagem de dinheiro. As informações são do jornal Folha de S.Paulo.

Segundo a Polícia Federal, o dirigente do banco autorizava empréstimos para deputados estaduais, em valores que variavam de R$ 150 mil a R$ 200 mil, que depois seriam quitados com dinheiro proveniente da verba de gabinete.

O prefeito Cícero de Almeida afirmou, por meio de sua assessoria, que os atos pelos quais ele foi indiciado se referem ao período em que ele era deputado, e não tem relação com o seu mandato na prefeitura de Maceió.

O banco Bradesco informou pela assessoria de imprensa que não tem conhecimento da investigação e que não comentaria o assunto.


Redação Terra