Teresina (PI)

Sexta, 26 de setembro de 2008, 22h53 Atualizada às 22h52

Clima tenso marca debate em Teresina

  • Notícias

Carlos Rocha
Direto de Teresina

Os candidatos à prefeitura de Teresina realizaram nesta sexta-feira debate promovido pela rádio Pioneira e pelo portal Acesse Piauí . O clima foi bastante tenso, com troca de farpas entre os candidatos Nazareno Fonteles (PT) e Sílvio Mendes (PSDB). Além disso, os candidatos dos partidos pequenos reclamaram da cobertura que a imprensa tem dado às eleições.

O primeiro acirramento se deu antes mesmo de o debate começar, quando Fonteles concedia entrevista a emissoras de TV. Na entrevista, ele criticou as contratações de servidores sem concurso público para o Instituto de Previdência do Município (IPMT), feitas na administração anterior. Mendes, candidato à reeleição, não gostou e respondeu em frente às câmeras. Ele disse que não há irregularidades no IPMT.

No debate em si, as críticas foram duras principalmente contra Mendes. O candidato Major Avelar (PSL) questionou a contratação de advogados por parte da prefeitura que, segundo ele, já tem 32 procuradores. Ele também chamou o candidato à reeleição de "arrogante".

Lourdes Melo (PCO) criticou o que chamou de 20 anos de governo tucano na capital piauiense. "Governa de forma ditadora", afirmou a candidata.

Entretanto, Nazareno Fonteles também foi alvo dos outros oponentes. Lourdes Melo enfatizou que o governo do Estado, comandado pelo petista Wellington Dias, fechou escolas e creches. Já Alexis Leite (Psol) direcionou as acusações ao PT, partido do qual já fez parte. "Na primeira oportunidade me jogaram fora do governo, já que não aceitam crítica de dentro, só de fora", alfinetou o socialista.

Mas Sílvio e Nazareno não receberam as reclamações em silêncio. O petista respondeu a Leite, criticando suas promessas e defendendo o PT. "Não podemos fazer demagogia com promessas infundadas. Construir o socialismo o PT está fazendo. Acabando a fome, a desigualdade social", destacou.

Sílvio Mendes revidou contra Avelar dizendo que não iria responder às agressões. "Não vou lhe agredir como você faz comigo", disse.

Alexis Leite também criticou a imprensa. Segundo ele, a imprensa é corrupta, não dá espaço para os candidatos e incentiva a "polarização" da disputa eleitoral. Os outros candidatos de partidos menores concordaram que apenas Sílvio Mendes e Nazareno Fonteles ganham espaço na mídia.


Especial para Terra