Espírito Santo

Quarta, 24 de setembro de 2008, 08h32

ES: prefeita tem candidatura cassada por compra de votos

  • Notícias

Alex Cavalcanti
Direto de Vitória

A Justiça Eleitoral de Fundão, município da Região Metropolitana de Vitória (ES), acatou ontem uma denúncia de compra de votos e cassou o registro da candidata à reeleição, Maria Dulce (PMDB), e do candidato a vice-prefeito da sua chapa, Sebastião Carreta (PP). Os dois foram condenados a pagar uma multa de aproximadamente R$ 50 mil.

No dia 22 de agosto, a Polícia Civil apreendeu no comitê eleitoral da prefeita nove cestas básicas. Duas pessoas que trabalhavam no local foram detidas, sendo uma delas a secretária de Administração da prefeitura, Ester Regina Duval, que, segundo o Ministério Público, é a responsável pela distribuição das senhas para entrega da cesta básica.

A outra detida, Rosângela Bueno, é a dona da residência usada para instalação do comitê. As duas foram autuadas pela prática de crime ilegal.

Após ouvir 13 testemunhas, a Justiça Eleitoral decidiu pela condenação. Segundo a sentença, "a captação de sufrágio praticado pela candidata à reeleição é inegável" e a compra de votos é um ato "repugnante", pois explora a fome do eleitor.

Por telefone, a prefeita Maria Dulce informou que vai recorrer da decisão ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE-ES). "Vamos provar que não houve irregularidade. Há mais de dois anos temos esse programa de distribuição de cestas básica na prefeitura e não há nada de errado. Confio em Deus e na Justiça", afirmou ela.

Segundo a legislação eleitoral, ela tem 24 horas para apresentar o recurso ao TRE.


Especial para Terra