Fortaleza (CE)

Segunda, 22 de setembro de 2008, 09h30 Atualizada às 09h29

Jornal: Ciro afirma que não é oposição a Lula

  • Notícias

O deputado federal Ciro Gomes (PSB-CE) afirmou que não se vê em lado oposto ao do presidente Luiz Inácio Lula da Silva nestas eleições, mesmo que tenha que "dar um tempo" na política. Ciro também afirmou que, se não for candidato a presidente ou a vice, não será candidato a nada. Ciro Gomes está inelegível ao senado, segundo a constituição federal, porque seu irmão, Cid Gomes, é o atual governador do Ceará. Ele disse ainda que não será candidato a deputado federal, pois não se sente apto para isso. As informações são do jornal Folha de S.Paulo.

Conforme informações do jornal, Ciro aproveitou o final de semana para fazer campanha para a candidatura de sua ex-mulher, Patrícia Saboya (PDT), à prefeitura de Fortaleza. Durante palestra em um jantar de adesão à candidatura de Patrícia, o deputado fez críticas à administração da candidata à reeleição, Luizianne Lins (PT).

Ciro, que está proibido de aparecer na propaganda eleitoral de Patrícia por ser de partido que integra a coligação de Luizianne, afirmou que a petista só lidera as pesquisas de intenções de voto devido a sua campanha publicitária, criada pelo publicitário Duda Mendonça.

Ciro voltou a afirmar que tem todas possibilidades de entendimento para ser candidato a vice ou a presidente em 2010, em chapa com a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff. Para o deputado federal, em 2010 o cenário político do Brasil será diferente com deterioração da economia causada por "pancadas" de aumento de juros dadas pelo Banco Central.


Redação Terra