Campo Grande (MS)

Sábado, 13 de setembro de 2008, 09h41 Atualizada às 09h33

Liberada propaganda do governo de MS em Dourados

  • Notícias

Álvaro Marzochi
Direto de Campo Grande

Uma liminar concedida no início da noite de ontem pelo juiz Ruy Celso Barbosa Florence, do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Mato Grosso do Sul liberou a propaganda institucional do governo estadual em jornais impressos e em televisão na cidade de Dourados.

» Suspensa propaganda do governo de MS
» vc repórter: mande fotos e notícias

A proibição havia sido determinada pelo juiz eleitoral José Carlos de Souza, da 18ª Zona Eleitoral, sob a alegação de que o candidato a prefeito Murilo Zauith (DEM), que é o atual vice-governador, estaria sendo beneficiado. A pena em caso de desobediência foi estipulada em R$ 1 milhão.

A decisão do juiz atendia uma representação feita na quinta-feira à noite pela coligação Dourados cada vez melhor (PCdoB-PTN-PSDC-PT-PSB), encabeçada pelo candidato a prefeito Wilson Biasotto (PT). As propagandas do governo do Estado estariam acarretando em desequilíbrio na disputa.

Na página oficial do governo estadual, o juiz Florence disse que a decisão de liberar a propaganda não prejudica "a atuação firme, equilibrada e coerente indispensável à fiscalização da divulgação da publicidade institucional, sempre garantindo a regularidade, legitimidade e lisura do pleito eleitoral".

Murilo Zauith faz parte da coligação Competência para Dourados crescer, composta por 12 partidos, incluindo o PMDB, do atual governador André Puccinelli. A prefeitura da cidade também é disputada pelo candidato Ari Valdecir Artuzi (PDT), da coligação Aliança com Dourados (PR-PSL-PRP-PDT-PRB).


Especial para Terra