São Paulo (SP)

Quinta, 11 de setembro de 2008, 14h14 Atualizada às 15h25

"Nunca irei com a Marta", diz Ciro Moura

  • Notícias

O candidato à prefeitura de São Paulo pelo PTC, Ciro Moura, afirmou, em entrevista ao Terra, que não irá apoiar a adversária do PT, a ex-ministra Marta Suplicy, que lidera as pesquisas de intenções de voto, em um eventual 2º turno sem a sua presença. "Sem dúvida. Nunca irei com ela", afirmou o candidato após entrevista concedida ao Jornal do Terra. "Ela deixou R$ 2 bilhões de dívida e cometeu um ato que é crime: cancelou o empenho. É como pegar as duplicatas a pagar, rasgar e jogar fora", criticou.

» Veja a íntegra da entrevista
» SP: Ciro Moura concede entrevista ao Terra
» Moura: pedágio urbano pode esperar
» vc repórter: mande fotos e notícias

Moura também classificou como "judiação" as escolas de lata. "Por um jogo político, isso eu não admito. Só porque o outro (Paulo Maluf) fez e ela ficou usando aquilo", disse o candidato. "Só para continuar marcando a vida do outro", complementou.

O candidato pela coligação "Tostão Contra o Milhão" também fez algumas considerações ao ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB). "Ser governador de São Paulo é mais um item no currículo, mas o Estado é uma coisa e a cidade de São Paulo é outra coisa", disse. "Para ser prefeito de São Paulo tem que ter nascido aqui ou vivido aqui; que tenha uma vida em São Paulo; que conheça São Paulo. Há quanto tempo ele está em São Paulo? Ele foi prefeito de Pindamonhangaba. Dá pra extrapolar Pinda (sic) por mais simpática que seja?"

Quanto ao candidato do DEM à prefeitura, Moura foi menos enfático. "O (Gilberto) Kassab está há dois anos, pegou um rojão, não foi eleito, não teve voto e, de repente, virou prefeito dessa cidade. Não deu nem tempo de avaliar", disse.

Apesar de reticente quanto ao prefeito Gilberto Kassab, Moura admite que as AMAs (Assistência Médica Ambulatorial) não é o melhor sistema de saúde para a cidade. A proposta defendida por ele, chamada de Plus Saúde, prevê o uso da rede particular de saúde por meio de convênio estabelecido com a prefeitura. "Hoje eu vou agradecer ao Paulo Maluf no debate pelo endosso à minha idéia da livre escolha que ele incluiu no programa dele e está falando na televisão; o novo PAS", adiantou o candidato.

O Terra, maior portal de internet da América Latina, transmite nesta quinta-feira, ao vivo e com exclusividade na internet, a partir das 21h30, o segundo debate dos candidatos a prefeitura de São Paulo promovido pela TV Bandeirantes. Vão participar Ciro Moura (PTC), Geraldo Alckmin (PSDB), Gilberto Kassab (DEM), Ivan Valente (Psol), Marta Suplicy (PT), Paulo Maluf (PP), Renato Reichmann (PMN) e Soninha Francine (PPS).


Redação Terra