Teresina (PI)

Domingo, 7 de setembro de 2008, 11h14 Atualizada às 13h46

Comitê vai a desfile buscar assinaturas contra fichas-sujas

  • Notícias

O Comitê de Combate à Corrupção foi ao desfile de 7 de setembro buscar assituras contra os candidatos fichas-sujas
O Comitê de Combate à Corrupção foi ao desfile de 7 de setembro buscar assituras contra os candidatos fichas-sujas
Carlos Rocha/Especial para Terra

Carlos Rocha
Direto de Teresina

O Comitê Estadual do Piauí de Combate à Corrupção realizou, durante o desfile da independência em Teresina, coleta de assinaturas para a aprovação da lei 9840, que prevê a inelegibilidade de políticos com a ficha suja. A meta do comitê nacional contra a corrupção é de arrecadar 1,3 milhão de assinaturas para aprovação da lei. O Comitê estima que já tenham sido coletadas mais de três mil assinaturas, somente no Piauí.

» Veja mais fotos da coleta de assinaturas
» PI: Fonteles faz carreata com boneco de Lula
» Ibope: Sílvio Mendes lidera com 67% em Teresina
» vc repórter: mande fotos e notícias

De acordo com Hortência Mendes, representante da Cáritas Brasileira Regional do Piauí, no Comitê Estadual de Combate à Corrupção Eleitoral as listas com as assinaturas são encaminhadas diretamente ao comitê nacional e por isso não há um número claro de quantas assinaturas já foram recolhidas. "Nós optamos para não centralizar no comitê regional. Os municípios mandam direto para comitê nacional para evitar perdas. Por isso nós não temos uma idéia exata, mas pelo menos sabemos que mais de três mil assinaturas já chegaram no comitê nacional", destacou.

Hortência Mendes espera que durante as festividades da semana da pátria seja alcançada a meta de 1,3 milhão de assinaturas para a aprovação da lei 9840. A lei, de iniciativa popular, trata de mudanças nos critérios de inelegibilidades, sugerindo a proibição da candidatura de políticos em débito com a Justiça. "A nível nacional já temos mais de 300 mil assinaturas e estamos animados para, durante a semana da pátria, conseguir este um milhão que está faltando", ressaltou.

Hortência Mendes destaca que a lei eleitoral brasileira está avançando, mas ainda tem outros pontos a resolver relacionados à punição dos candidatos com condenações. "A lei eleitoral brasileira não tinha nenhum dispositivo para punir as pessoas e a lei 9840 trouxe a punição que é ficar oito anos sem se candidatar", afirmou, citando a cassação do vereador José Ferreira (PSDB) que aconteceu em agosto deste ano, mas que teve a sua candidatura mantida para esta eleição.

No Piauí a coleta de assinaturas acontece na capital e outros municípios como São Raimundo Nonato, Parnaíba, Picos, José de Freitas, Ilha Grande, São João do Piauí, Caracol. Em São Raimundo Nonato, por exemplo, a expectativa é que sejam coletadas mais de três mil assinaturas com uma caminhada pelas ruas da cidade. Já na cidade de Picos há uma intensa divulgação nas emissoras de rádio e televisão locais.


Especial para Terra