Teresina (PI)

Segunda, 25 de agosto de 2008, 20h13 Atualizada às 21h45

PI: Mendes diz que Avelar pediu R$ 150 mil por aliança

  • Notícias

Carlos Rocha
Direto de Teresina

O candidato à reeleição pela prefeitura de Teresina (PI), Sílvio Mendes (PSDB), afirmou, neste sábado, que o candidato à prefeitura Major José Avelar (PSL) teria lhe pedido R$ 150 mil para criticar somente o candidato Nazareno Fonteles (PT). Avelar confirmou que chegou a se reunir com Sílvio Mendes, mas negou a negociação e disse que apresentou o caso ao Ministério Público.

» vc repórter: mande fotos e notícias

Avelar afirmou que a reunião existiu como parte das negociações pré-eleitorais, mas não entrou em detalhes sobre os assuntos tratados. "Todos os partidos conversam entre si em período pré-eleitoral", ressaltou.

O prefeito disse que a intensidade das críticas do candidato do PSL motivou-o a fazer a denúncia. Por não ter pago o valor, o tucano acredita que o PT, representado na disputa por Nazareno Fonteles, pagou o candidato do PSL.

O advogado do candidato petista, Alexandre Nogueira, disse que cabe ao prefeito provar as denúncias e que Nazareno Fonteles nada tem a ver com a discussão. "Eu acho que é uma questão que ele vai ter de provar. Não tenho orientação para entrar com nenhuma representação contra o prefeito porque entendo que é uma situação a ser resolvida entre o Avelar e o prefeito", destacou.

Em nota à imprensa, Avelar disse que o seu partido, assim como outros partidos menores foram assediados por Sílvio Mendes.

Avelar colocou para Mendes a obrigação de provar a denúncia. "Se eu pretendi fazer algum acordo espúrio como Sr. Sílvio, como ele anunciou, que mostre agora, claramente, como é a obrigação do acusador, especialmente pelo fato deste se arvorar da condição de homem honesto", comentou por meio da nota.


Especial para Terra