Teresina (PI)

Sexta, 22 de agosto de 2008, 15h27 Atualizada às 15h41

Teresina: Sílvio e Nazareno são alvos em debate

  • Notícias

Carlos Rocha
Direto de Teresina

O PT e o PSDB estiveram na mira dos outros candidatos durante o debate promovido pela TV Cidade Verde, afiliada SBT no Piauí. O prefeito e candidato à reeleição, Sílvio Mendes (PSDB), foi criticado principalmente pelos problemas de transporte que a cidade enfrenta. Já o candidato do PT, Nazareno Fonteles, teve de responder a questões com relação ao governo do Estado.

O primeiro embate direto entre os dois candidatos foi sobre o tema de combate à dengue. "É uma luta grande, o Brasil gasta muito dinheiro com uma doença que poderia ser evitada. E o Piauí conseguiu combater em Teresina e no interior. Teresina tem mais de 12 mil terrenos baldios, onde algumas pessoas ainda insistem em jogar lixo", disse o prefeito.

Nazareno Fonteles por sua vez minimizou os avanços apontados pelo prefeito. "Teresina fez pouco para combater a dengue. A cidade de Teresina tem muito lixo. Por isso que eu digo: saúde no nosso governo será prioridade",disse.

No segundo embate direto, o tema foi transportes, um dos assuntos mais abordados da campanha eleitoral, pelos congestionamentos enfrentados na cidade. "Faltou planejamento para o transporte da capital. Nós queremos implantar o sistema de integração, o bilhete único, isso já é comum em várias cidades do Brasil. É preciso construir viadutos", disparou Nazareno Fonteles. Sílvio Mendes rebateu dizendo que a cidade possui planejamento. "Nós temos a terceira maior rede de ciclovias do Brasil, nós temos sim vários projetos. Nós temos um plano diretor, e nós temos uma responsabilidade com a cidade".

Os outros candidatos se dividiram em ataques tanto a Sílvio Mendes quanto a Nazareno Fonteles. Lourdes Melo (PCO) e Alexis Leite (Psol) procuraram fazer críticas à educação a nível estadual em Teresina para atingir Nazareno Fonteles. "É preciso fazer uma revolução para mudar a educação. Nenhum candidato aqui aceitaria receber a miséria que é paga para os professores", disse Lourdes Melo. "O problema é que o PT não consegue implementar, o secretário de Educação está sendo acusado é de roubo, de fraude", disse fazendo menção a denúncias de superfaturamento em compra de livros pelo governo do Estado.

Major Avelar (PSL) comentou que as obras realizadas em Teresina não possem uma constância, referindo-se a Sílvio Mendes. "As coisas em Teresina são feitas a conta-gotas. Num ano eles fazem uma rua, no outro ano botam uma mão de cal, e no outro fazem uma pequena reforma no local", comentou o candidato.

O candidato Ismar Tavares também seguiu com os ataques contra Sílvio. "O PCB foi o primeiro partido a levantar essa bandeira, e o candidato Sílvio chegou a chamar isso de demagogia", disse o candidato, se referindo à licitação para linhas de ônibus em Teresina.


Especial para Terra