Campo Grande (MS)

Sexta, 22 de agosto de 2008, 14h03 Atualizada às 14h02

MS: candidatos a prefeito apostam em páginas na web

  • Notícias

Alvaro Marzochi
Direto de Campo Grande

Em busca de alternativas para a campanha, que conta com uma lei eleitoral mais rígida este ano, os candidatos à prefeitura de Campo Grande apostam na Internet para tentar fisgar os eleitores. Quatro dos cinco postulantes lançaram páginas oficiais com jingles, papéis de parede e até toques para celular.

» MS: candidatos contam suas histórias
» MS: começa campanha de candidatos a vereador
» Campo Grande: candidatos fazem primeiro debate
» vc repórter: mande fotos e notícias

O mais ousado é o atual prefeito e candidato à reeleição, Nelson Trad Filho (PMDB). No portal www.nelsinhotrad15.can.br, além da agenda e do plano de governo, é possível encontrar 12 papéis de parede, cinco toques para celular, o jingle de campanha e fotos em alta resolução.

O candidato Pedro Teruel (PT), também investiu na Internet. No site www.pedroteruel13.can.br, é possível encontrar, além da agenda do candidato, a trajetória política e propostas. A página do petista também conta com área de downloads com ícones para o serviço de mensagens instantâneas, papéis de parede e o jingle de campanha. Na seção material de campanha, os simpatizantes ainda podem baixar os cartazes e panfletos de apoio.

Única mulher na disputa eleitoral, Iara Costa (PMN), investiu em uma página mais simples. No endereço www.iaracosta33.can.br é possível acessar uma apresentação da candidata e do partido, a agenda, os projetos e ouvir o jingle de campanha.

O candidato Henrique Martini (Psol) preferiu apostar no básico e não desviar a atenção do eleitor. Como é a primeira vez que a legenda lança um candidato à prefeitura da cidade, o portal www.henriquemartini50.can.br foca na apresentação do histórico de vida e o currículo do candidato, além de agenda e álbum de fotos.

Em comum, os portais apresentam a falta de atualização das agendas e compromissos de campanha. O eleitor que quiser acompanhar o dia-a-dia dos candidatos a prefeito da capital, precisa recorrer a outros meios, como a TV ou sites de notícias.

O único candidato que ainda não lançou página na Internet foi Suél Ferranti (PSTU). Segundo ele, o militante que faria a página teve que se mudar de Campo Grande e o partido não tem dinheiro para pagar pelo serviço.


Especial para Terra