Natal (RN)

Quarta, 20 de agosto de 2008, 22h45 Atualizada às 00h15

RN: Fátima diz que é de Lula; Micarla, que é natalense

  • Notícias

Juliska Azevedo
Direto de Natal

No primeiro programa de televisão dos candidatos à prefeitura de Natal, Fátima Bezerra (PT) frisou que é a única representante do presidente Luiz Inácio Lula da Silva na disputa. Já Micarla de Sousa (PV) disse que a cidade precisa ser administrada por uma natalense ousada e preparada, contrapondo ao fato de Fátima ser paraibana.

» RN: Fátima acusa Micarla de "esconder" Democratas
» RN: candidatos à prefeitura arrecadam R$ 346,5 mil

Fátima acusa Micarla de tentar se colocar como candidata da base aliada do presidente Lula, porque cinco dos seis partidos de sua aliança política fazem parte da base de sustentação do governo federal: PV, PP, PTB, PMN e PR.

O primeiro a aparecer na propaganda eleitoral foi o candidato Sandro Pimentel, do Psol. Ele fez a abertura com a presidente nacional da legenda e ex-senadora Heloísa Helena. Em pouco mais de um minuto, foram exibidas imagens do candidato em campanha nas ruas e criticando o "caciquismo", forma como se refere às oligarquias que governam o estado há 20 anos.

Depois foi a vez de Fátima Bezerra. O programa dela citou ações do governo federal e a apresentou como a única candidata do presidente Lula em Natal. Foram mostrados também depoimentos da governadora Wilma de Faria (PSB) e do presidente do Senado, Garibaldi Alves Filho (PMDB). A campanha se deteve mais nas realizações do que nas propostas da deputada.

O candidato Miguel Mossoró (PTC) lembrou seu desempenho na disputa eleitoral para prefeito em 2004, quando obteve o terceiro lugar. Entre as suas propostas, ele sugere a transformação das duas principais avenidas de Natal, Hermes da Fonseca e Prudente de Morais, em vias de mão única.

Wober Júnior (PPS) mostrou seu currículo e experiência acumulados como vereador, deputado, secretário municipal e estadual e atacou as candidaturas "apoiadas pelos poderosos", em referência a Fátima e Micarla. Se eleito, pretende acabar com o analfabetismo, instituir o médico na escola e não aumentar o IPTU nos próximos quatro anos.

Micarla de Sousa (PV) abriu o programa eleitoral com um clipe de rap, cuja letra ressalta o amor do natalense à sua cidade, o orgulho da terra e da gente potiguar. Junto à mensagem, o conceito de que "com Micarla prefeita, Natal pode muito mais". A candidata defendeu uma administração planejada, com soluções que priorizem a "sustentabilidade". Também foram exibidos resultados das últimas pesquisas na cidade, entre elas a do Ibope, realizada no final de julho, em que Micarla aparece com 54% de intenções de voto.

O candidato Joanilson de Paula Rego (PSDC) usou o breve espaço para mostrar sua história de vida como promotor, procurador, advogado, presidente da OAB/RN e secretário de Estado. O programa pediu ao eleitor que compare Joanilson e sua vida "limpa" com a dos demais candidatos.

O PSTU, que tem Dário Barbosa como candidato, encerrou o programa eleitoral com ataques às alianças das candidaturas de Fátima e Micarla. Barbosa chamou as coligações de "acordões" e disse que ambas são apoiadas por empresários e irão governar para os ricos. O candidato do PSL, Pedro Quithé, não encaminhou programa para ser exibido no guia eleitoral.


Especial para Terra