Teresina (PI)

Sábado, 16 de agosto de 2008, 16h48 Atualizada às 20h13

PI: Fonteles faz carreata com boneco de Lula

  • Notícias

Bonecos representando: o candidato à prefeitura Nazareno Fonteles (PT), o presidente Lula e o governador do Piauí, Wellignton Dias, durante carreata ...
Bonecos representando: o candidato à prefeitura Nazareno Fonteles (PT), o presidente Lula e o governador do Piauí, Wellignton Dias, durante carreata em Teresina
Carlos Rocha/Especial para Terra

Carlos Rocha
Direto de Teresina

O candidato à prefeitura de Teresina (PI) Nazareno Fonteles (PT) fez carreata com bonecos representando o presidente Lula, o governador Wellington Dias (PT) e o próprio Fonteles. Os veículos saíram do bairro Parque da Cidade e passaram por Risoleta Neves, Água Mineral, Buenos Áires, Mocambinho, Poti Velho e Mafrense. O petista destacou que a carreta tem a função principalmente de motivar a militância do partido e conseguir mais apoio. O ato foi realizado neste sábado, data do aniversário de 156 anos de fundação da capital piauiense.

» Veja fotos da carreata em Teresina
» Ibope: Sílvio Mendes lidera com 67%
» PI: TSE divulga prestação de apenas 2 candidatos

"Nós estamos com motivação e a carreta vem para aumentar ainda mais o ritmo da campanha. O pessoal está acompanhando cada vez mais e aderindo ao nosso projeto", disse o candidato que tem buscado associar sua imagem a do governador Wellington Dias e do presidente Lula.

Atualmente o governador tem uma parceria administrativa com o atual prefeito e candidato à reeleição, Sílvio Mendes (PSDB), mas esteve presente na carreata de Nazareno Fonteles para afastar a possibilidade de falta de engajamento na campanha. "Estamos andando com o governador, que só não pode nos acompanhar mais pela sua agenda de trabalho", afirmou Fonteles.

Já Sílvio Mendes cumpriu apenas agenda administrativa. Ele e o candidato petista se encontraram na tradicional missa pelo aniversário da cidade. O tucano criticou a rigidez da legislação eleitoral. "Não se pode fazer isso nem se pode fazer aquilo. Tem muito exagero, é uma hipocrisia. Tem muita gente que quer aparecer. Daqui a alguns dias não posso nem dizer que sou candidato", criticou o tucano.


Especial para Terra