Natal (RN)

Sexta, 15 de agosto de 2008, 13h08 Atualizada às 13h21

RN: Sebrae lança cartilha do prefeito empreendedor

  • Notícias

Anna Ruth
Direto de Natal

O Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) do Rio Grande do Norte reuniu, nesta manhã, todos os oito candidatos a prefeito de Natal para lançar a cartilha do Prefeito Empreendedor. Dos que pleiteiam assumir o Palácio Felipe Camarão, sede do Executivo da capital, o órgão escutou um compromisso comum de desenvolver ações voltadas para as micro e pequenas empresas. Esse foi o primeiro evento que reuniu, no mesmo local e horário, os oito candidatos à prefeitura da capital.

» vc repórter: mande fotos e notícias

"Queremos dar visibilidade a esse guia e buscar o compromisso de quem estará governando a cidade a partir de janeiro", destacou o superintendente do Sebrae, José Ferreira de Melo Neto.

Neto ressaltou que o Sebrae enviará a todos os candidatos a prefeito dos 167 municípios do Rio Grande do Norte a cartilha. "Ao total, 26% da massa salarial do nosso Estado estão nas micro e pequenas empresas. No Brasil entre 2005 e 2007, 88,9% dos novos empregos foram criados pelas micro e pequenas empresas", destacou.

O superintendente recebeu de todos os candidatos à prefeitura o compromisso formal de elaborar políticas públicas focadas no segmento. O candidato a prefeito pelo PSL, Pedro Quithé, prometeu combater a informalidade construindo dois shoppings populares. "Mas serão shoppings de verdade mesmo, não esses que estão por aí", destacou. Joanilson de Paula Rego, do PSDC, também criticou a burocracia e prometeu estimular o empreendedorismo.

O candidato a prefeito pelo Psol, Sandro Pimentel, analisou que o empreendedorismo também está relacionado com a qualidade de vida. "Natal precisa deixar de se preocupar com os cargos comissionados, temos é que buscar os empregos formais permanentes. Hoje o mercado informal não é opção, mas necessidade", afirmou.

O candidato Dario Barbosa, do PSTU, disse que, se eleito, criará a lei municipal das pequenas empresas. "Mas não vamos acabar com nenhuma garantia que já está criada", disse.

A deputada estadual Micarla de Sousa, candidata pelo PV, disse que uma das propostas do seu projeto de governo é valorizar e incentivar o emprego. "Queremos estar mais próximos das micro e pequenas empresas", disse.

A deputada federal Fátima Bezerra (PT) lembrou que participou da aprovação da lei geral das micro e pequenas empresas e observou que a política do emprego está focada em três vertentes: qualificação da mão de obra, melhoria da qualidade do emprego e aumento de ocupação. "Natal hoje tem vagas, tem trabalhadores precisando de emprego, mas falta capacitação", afirmou a candidata.

O deputado estadual Wober Júnior (PPS), afirmou que é preciso que as pessoas tenham cumplicidade com o prefeito. O candidato também destacou a importância do turismo para economia do Estado. "No meu governo vamos investir R$ 25 milhões por ano no turismo. Em quatro anos, serão R$ 100 milhões", comentou.

O último a falar foi o candidato Miguel Mossoró (PTC). Ele começou logo afirmando que "a política não tem problema, o problema são os políticos". Assim como os demais candidatos, ele também ressaltou a importância das micro e pequenas empresas. "Essa lei (a lei municipal para micro e pequena empresa) vai ter que ser aprovada. Os vereadores vão ter que aprovar, vai ser no pau, na mãozada. Meu projeto é esse".


Redação Terra