Goiânia (GO)

Segunda, 11 de agosto de 2008, 11h42 Atualizada às 11h41

Justiça barra candidatura de prefeito de Goiânia

  • Notícias

A Justiça Eleitoral de Goiânia impugnou o registro da chapa "Goiânia em Primeiro Lugar", que traz o atual prefeito da cidade, Íris Rezende (PMDB), como candidato à reeleição. A decisão é de primeira instância, e cabe recurso ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

» Divulgação irregular de pesquisa gera multa
» vc repórter: mande fotos e notícias

O registro da chapa foi impugnado pelo fato do candidato a vice-prefeito, Paulo Garcia (PT), ter apresentado fora do prazo a prestação de contas de sua candidatura a deputado estadual em 2006.

Segundo o Sistema de Divulgação de Candidaturas do site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), tanto Íris Rezende quanto Paulo Garcia aparecem como inaptos para concorrer em outubro.

Em pesquisa do Instituto Serpes, publicada pelo jornal O Popular no dia 4 de agosto, Íris alcançava 70% das intenções de voto, contra 14,3% da soma dos demais candidatos, e era apontado como favorito para vencer no primeiro turno.

A assessoria do candidato Íris Rezende informou que o candidato a vice, Paulo Garcia, entregou os documentos dentro do prazo, e que teria havido falha de comunicação entre a Justiça Eleitoral da cidade e o TRE.

Conforme a assessoria do atual prefeito, a situação do registro da chapa deverá ser normalizada até o final do dia, com a retificação da data de entrega da documentação de Paulo Garcia no TRE.


Redação Terra