Natal (RN)

Quarta, 6 de agosto de 2008, 12h59 Atualizada às 16h34

Candidato do PSDC critica acordo em Natal

  • Notícias

Juliska Azevedo
Direto de Natal

O candidato do PSDC a prefeito de Natal, Joanilson de Paula Rego, criticou duramente o acordo que reuniu o presidente do Senado, Garibaldi Alves Filho (PMDB) e a governadora do Rio Grande do Norte, Wilma de Faria (PSB), na coligação que apóia a candidata do PT, Fátima Bezerra.

» Veja mais fotos
» TV ordenará entrevistados por sorteio em Natal
» Ibope: Micarla lidera em Natal com 54%
» vc repórter: mande fotos e notícias

As críticas foram feitas em um café da manhã com a imprensa realizado em um restaurante de Petrópolis, bairro de classe média da capital, na manhã de hoje.

Na ocasião, o candidato apresentou seu site de campanha e o plano de governo.

Rego declarou que está na hora de mudar os que estão há mais de 40 anos ocupando cargos políticos no Estado, como é o caso do presidente do Senado. "Eles até ontem se atacavam, agora se elogiam. Ou mentiam ontem ou mentem hoje", declarou o candidato, fazendo referência à disputa acirrada pelo governo do estado entre Garibaldi e Wilma nas eleições de 2006.

Joanilson de Paula Rego - que é ex-presidente da OAB/RN e professor da Universidade Federal do Rio Grande do Norte - afirmou que está enfrentando uma campanha com pouco dinheiro, mas seguindo sua consciência.

"Muitos teriam condições de estar no papel que estou, se tivessem fé, garra e principalmente independência", disse.

O candidato revelou que colocou à venda sua casa de praia em Muriú, há 40km de Natal, para financiar sua campanha.

"Se Deus quiser libertar o povo de Natal das mãos das oligarquias vai nos dar a vitória", disse.

É a primeira vez que Rego disputa a prefeitura.


Redação Terra