João Pessoa (PB)

Sábado, 28 de junho de 2008, 08h11 Atualizada às 21h22

PB: PSDC e PDT rompem com Ricardo Coutinho

  • Notícias

Suetoni Souto Maior
Direto de João Pessoa

O PDT e o PSDC decidiram abandonar o apoio à pré-candidatura do prefeito de João Pessoa, Ricardo Coutinho, que concorrerá à reeleição. Os dirigentes dos dois partidos, que haviam ratificado o compromisso com Coutinho, decidiram migrar para a oposição e darão sustentação à pré-candidatura do deputado estadual João Gonçalves (PSDB).

» vc repórter: mande fotos e notícias

O primeiro a comunicar o rompimento foi o PSDC, que promoveu convenção conjunta com o Democratas. Os partidos fecharam aliança para as chapas majoritária e proporcional. Com isso, as duas legendas acertaram o lançamento conjunto da pré-candidatura de 42 pessoas para a Câmara Municipal: 13 mulheres e 29 homens. Os dois apoiarão o candidato do PSDB, João Gonçalves, na majoritária.

O presidente nacional do PSDC, José Maria Eymael (RS), justificou a aliança com o DEM com a justificativa de que há afinidades entre as duas legendas. "São os Democratas se unindo ao Democrata Cristão. Há muita coerência nisso", ressaltou o dirigente, que participou da convenção acompanhado do presidente estadual do Democratas, o senador paraibano Efraim Morais.

Quanto ao apoio conjunto ao candidato tucano, Efraim Morais ressaltou que apenas está sendo mantida a aliança vitoriosa nas eleições de 2006, quando o governador Cássio Cunha Lima (PSDB) foi reconduzido ao Palácio da Redenção. "Essa coligação também fará com que os dois partidos tenham uma boa representatividade na Câmara Municipal", disse o parlamentar.

O presidente estadual do PDT, Chico Franca, anunciou o rompimento com o prefeito Ricardo Coutinho e o apoio ao candidato tucano. A decisão poderá causar um racha também na legenda pedetista, pois o presidente do Diretório Municipal, Ricardo Navarro, disse que manteria o apoio a Coutinho, mesmo com a negativa do partido.

A direção estadual, no entanto, não abre mão do apoio à pré-candidatura tucana e deve indicar o deputado estadual Aníbal Marcolino (PDT) para vice na chapa. "Meu nome está à disposição da legenda e estou pronto para seguir a orientação do partido", comentou o parlamentar. A convenção da legenda está marcada para o próximo domingo, em João Pessoa.

Com a saída dos dois partidos, cai para 15 o número de legendas que dão sustentação ao prefeito Ricardo Coutinho, na pré-candidatura à reeleição. O gestor, ao saber do rompimento dos dois partidos, disse que mantém um grande número de apoios para a disputa. "Em 2004 fui eleito com o apoio de quatro partidos. Nós vamos ganhar a eleição se essa for a vontade do povo", desabafou.


Redação Terra