Você Sabia?

Notícias » Educação » Educação

 Por que sentimos sono após as refeições?

Comentários
 

Você aproveitou o almoço. Comeu um grande bife e para completar não fez cerimônia na hora da sobremesa. Pouco depois, de barriga cheia, você sente os olhos pesados, o corpo cansado e esbraveja: por que a gente tem que sentir sono após o almoço? Calma, tem uma explicação.

» Por que o machucado fica roxo?
» Animais podem sonhar?
» Como é possível chover peixe?
» Como surgiu a tatuagem?
» Siga Terra Notícias no Twitter

De acordo com Agrício Nubiato Crespo, Otorrinolaringologista e membro do ambulatório dos distúrbios do sono do Hospital de Clínicas da Universidade de Campinas (Unicamp), há pelo menos três fatores que contribuem para a sonolência após as refeições, todas elas ligadas à diminuição da atividade do cérebro:

Primeiro, devemos entender que o sangue conduz o oxigênio para o organismo e que o cérebro precisa de muito oxigênio para funcionar. Contudo, após comermos, o sangue aumenta a quantidade do nutriente enviada ao aparelho digestivo e, por consequência, diminui a oferta para o cérebro, o que força a diminução da sua atividade.

Além disso, Crespo explica que a própria produção do suco gástrico que faz parte do processo de digestão dos alimentos acaba gerando uma grande quantidade de bicarbonato de sódio, substância que causa no sangue o que se chama de lcalose metabólica, conhecida como maré alcalina pós-prandial (pós-refeições). Esse processo também faz com que o cérebro diminua a atividade de alerta.

O terceiro fator é que durante as refeições, principalmente as ricas em açúcares de fácil absorção (como os doces e as farinhas), a concentração de glicose sobe no sangue, o que leva a diminuir ainda mais o estado de alerta do cérebro.

O médico lembra que a maioria dos animais sente sono após as refeições, principalmente aquelas mais pesadas, ou seja, essa reação é normal do organismo. Ele afirma ainda que um cochilo após as refeições é sempre bem vindo, pois 15 ou 20 minutos de sono podem ajudar a pessoa a recuperar as energias.

Crespo diz, contudo, que há um certo minuto de que o cochilo depois do almoço ajuda a memória. A memória é fixada nas fazes profundas do sono que só ocorrem após pelo menos uma hora dormindo. Na verdade, isso pode não ocorrer mesmo em um sono de longa duração. "Não é questão só de quantidade, mas também de qualidade", diz o médico.

Por outro lado, Crespo afirma que pessoas que costumam ter noites mal dormidas, apesar de nada subistituir por completo o sono de loga duração, podem recuperar um pouco das energias com um cochilo após o almoço. "Não perca tempo, vá dormir", diz Crespo.

Redação Terra