Você Sabia?

 
 

Notícias » Educação » Você sabia? » Ciência » Ciência

 Você já viu um chester antes dele ir para a mesa?

Sim, o chester existe. Ele é um frango com peito e coxas rechonchudos, mas com pouca gordura. Segundo a assessoria de imprensa da Perdigão, que detém o registro da marca chester, 70% da carne é concentrada nesses dois locais. A ave atinge sua idade de abate pesando cerca de quatro quilos.

» Confira o site especial de Natal
» Veja dicas de receitas com chester

Em 1979, a empresa enviou ao exterior dois de seus principais técnicos especialistas em avicultura com a missão de procurar uma nova linhagem. Em sua busca, encontraram uma empresa que trabalhava suas aves com o objetivo de melhorar o resultado das carnes e que havia desenvolvido uma ave tipo roaster, com maior quantidade de carnes nobres. Então foi comprado este pacote genético que permitiria introduzir a criação das aves no Brasil.

No final da década de 80, por questões de proteção sanitária, foi desenvolvido um projeto para construção de uma nova granja exclusiva para pesquisa e desenvolvimento genético da ave chester. A nova granja foi inaugurada em 1992, em Arceburgo (MG).

Apenas os melhores animais são selecionados para a reprodução com base no acompanhamento criterioso de cerca de 45 informações. Com o processo de melhoramento genético, as características importantes que dão identidade à ave são melhoradas, geração após geração, e transmitidas aos filhos.

Redação Terra