Você Sabia?

Notícias » Educação » Você sabia? » Ciência » Ciência

 Como o avião se mantém no ar?

Comentários
 

Você embarca no avião esperando uma viagem rápida e tranqüila. A distância é percorrida muito mais rapidamente do que com transportes terrestres, como carro ou ônibus. Mas você sabe como aquela peça gigante e pesada de metal se desprende do chão, carregado de passageiros, para depois se manter no ar até chegar ao destino?

» Como se forma um arco-íris?
» Por que tocar alguém pode dar choque?

Forças aerodinâmicas e da gravidade atuam em conjunto para que um avião se mantenha no ar. "Para o avião voar, um dos primeiros obstáculos a serem vencidos é a gravidade. Ela é que mantém os corpos no chão e não flutuando. Para vencê-la, é necessária uma força contrária, a sustentação, que puxa o avião para cima", explica o professor de ciências aeronáuticas da PUCRS Guido Carim Júnior. "É como se existisse uma cordinha puxando o avião para cima, enquanto o peso o empurra para baixo", exemplifica.

Para gerar essa força contrária, as asas têm uma diferença na curvatura. A parte de cima é um pouco mais longa, enquanto a de baixo é mais plana. Segundo Carim Júnior, este artifício "engana o ar", fazendo com que ele percorra mais espaço na parte de cima. Isso cria uma diferença de pressão, conhecida como sustentação. "A função principal das asas é esta, a sustentação da aeronave", diz.

De um modo geral, são quatro forças atuando juntas para que um vôo tenha sucesso: a sustentação (age para cima), o peso (para baixo), a tração (resultado do funcionamento dos motores, desloca a aeronave para frente) e o arrasto (resistência oferecida pelo ar a objetos em movimento). "Quando todas estas forças estão iguais, o avião voa em velocidade e altitude constantes", destaca Carim Júnior.

As diferenças entre estas quatro forças influem em manobras da aeronave e nas etapas do vôo. Por exemplo, se o arrasto superar a tração, a aeronave perde velocidade. Caso a tração aumente e supere o arrasto, o avião acelera. Sustentação e peso também se complementam: se a sustentação for menor que o peso, a aeronave desce. Do contrário, o avião ganha altitude.

Na cauda do avião também estão localizadas peças importantes. Todo o conjunto é conhecido como empenagem. A parte vertical é chamada de estabilizador vertical e é onde fica o leme. Ao ser acionado pelos pedais do piloto, direciona a aeronave para a direita ou esquerda. Em outra peça, o estabilizador horizontal, fica o profundor. Controlado pelo manche do piloto, ele move o avião para cima ou para baixo.

Esta pergunta foi enviada pela internauta Luciane Pires Arruda. Clique aqui e envie já a sua.

Redação Terra