Você Sabia?

Notícias » Educação » Você sabia? » Ciência » Ciência

 Por que não existe comida para gato sabor rato?

Comentários
 

Se gatos gostam tanto de caçar ratos, por que a indústria não produz uma ração com gosto do roedor? Não há estudos sobre a viabilidade de se usar o sabor rato em rações para gatos, conforme comunicado da Mars Brasil, que fabrica a ração Whiskas. "Quando falamos em animais de estimação com amplo convívio humano, criar uma ração com esse sabor não parece interessante. E seria inviável, até mesmo porque não há criações desse tipo de animal destinadas ao consumo", diz a nota da empresa.

» Gatas têm filhotes de pais diferentes?
» Gatos podem viver sem bigode?
» Por que os gatos ronronam?

O veterinário Marcelo Dias Vieira concorda e explica que as empresas dominam os processos de extração de proteína animal, como aves, peixes e bovinos. Essa proteína é justamente a base para a elaboração da ração. "No caso do rato, mesmo que proliferem em abundância nas grandes cidades, ninguém vai sair por aí caçando, ficaria muito caro, o que inviabiliza o projeto", afirma Vieira.

Mesmo sem o sabor rato, a indústria se preocupa em elaborar os alimentos com ingredientes que agradem ao paladar dos felinos. Instintivamente, os gatos buscam variedades com sabor acentuado. Mas não é apenas o sabor que importa. É preciso promover a saúde integral do animal. Rações de última geração chegam a conter compostos de nutrientes, vitaminas e fibras.

Foi-se o tempo em que o dono do gato não sabia o que seu bichano comia. Hoje, os rótulos dos produtos trazem tabelas nutricionais, assim como a comida dos humanos. Conforme a Whiskas, isso fez aumentar o interesse das pessoas em relação ao conteúdo nutricional dos produtos que são dados aos bichinhos. Elas explicam os principais nutrientes das comidas para gatos e o papel que desempenham na dieta dos bichanos:

Vitaminas: são essenciais para a boa visão, o crescimento dos ossos e o metabolismo, entre outras funções. Cada vitamina tem um papel específico a desempenhar. Por exemplo, se o seu gato corta a pata, uma vitamina ajudará a estancar o sangramento e outra ajudará a reparar a pele. Como é difícil obter o equilíbrio apropriado a partir de vitaminas de fontes naturais, elas podem ser ministradas de forma suplementar, em paralelo à dieta normal do animal. Suplementos vitamínicos, produtos lácteos, vegetais, fígado, rins, levedura e grãos são boas fontes de vitaminas e são ingredientes usados para alcançar o equilíbrio apropriado de nutrientes em comidas para animais.

Minerais: são necessários para os dentes, fortificação dos ossos e para se ter um metabolismo eficiente. Os principais minerais que o gato precisa são: cálcio, fósforo, potássio, cloreto de sódio e magnésio. Também precisa de elementos de traço ou minerais secundários, como ferro, cobre, manganês, zinco e selênio. Em comidas para animais de estimação, boas fontes de minerais incluem suplementos minerais, peixe, carne, fígado, lácteos e cereais.

Ácidos graxos essenciais: o gato precisa de ácidos graxos essenciais para manter a saúde da pele, do pêlo, do seu sistema reprodutivo e do metabolismo em geral. Em nossa sociedade consciente a respeito do peso demasiado, a palavra "gordura" é sinônimo de "ruim". A verdade é que gorduras e ácidos graxos essenciais (os principais componentes das gorduras) contribuem de maneira extremamente importante para a saúde do animal. Gorduras e ácidos graxos essenciais são uma grande fonte de energia na dieta e têm também importante papel no sabor de uma comida.

Carboidratos e fibras: são importantes para a energia e a boa digestão. Fibras garantem uma boa digestão e a consistência apropriada das fezes. Em rações para animais domésticos, grãos como arroz, milho e trigo são boas fontes de carboidratos e fibras.

Proteína: é essencial para o crescimento e o tônus muscular saudável. Proteína é o principal material estrutural em quase todos os tecidos vivos: cabelos, pele, unhas e músculos são constituídos principalmente de proteínas. Existem milhares de proteínas diferentes no corpo do animal, executando diferentes funções. Todas as proteínas são feitas de unidades menores, chamadas aminoácidos. Alguns aminoácidos podem ser fabricados pelo corpo, enquanto outros devem ser fornecidos na dieta. Em rações para animais de estimação, boas fontes de proteínas incluem carnes (bovinos e frango), ovos, peixe, grãos, lácteos e levedura.

Você tem perguntas sobre algo curioso ou inusitado? Então participe do Você Sabia?. Clique aqui e envie já a sua pergunta.

Redação Terra