Você Sabia?

publicidade

Vinho realmente faz bem à saúde?

Estudos costumam indicar benefícios do vinho, mas isso é mesmo verdade?
Foto: Getty Images
 

No início da década de 90, estudos indicaram que, apesar de sua dieta mais rica em gordura, os franceses viviam mais que os americanos. Em 1991, uma pesquisa do francês Serge Renaud, divulgada pelo programa de TV 60 minutes, dizia que a vantagem da França estava no consumo de vinhos tintos, que diminuía a taxa de problemas cardíacos na população. O resultado da divulgação foi um aumento em 44% na venda de vinhos nos Estados Unidos naquele ano. Contudo, desde 1991, muita coisa se aprendeu sobre a relação dessa bebida e a saúde humana. As informações são do Life's Little Mysteries.

Os resultados da pesquisa de Renaud foram apresentados no ano seguinte, no jornal Lancet. Segundo ele, o consumo moderado da bebida diminuía em 40% o risco de problemas na artéria coronária. Outros estudos chegaram à mesma conclusão.

Em 2010, pesquisadores franceses publicaram um estudo na revista Nature sobre os hábitos de consumos de álcool de 149.773 pessoas. Eles descobriram que as pessoas que costumam beber pouco mantêm outras características saudáveis, como o controle do peso, baixo colesterol, pressão sanguínea normal, entre outros. Contudo, o surpreendente neste estudo é que o vinho não influi nesses fatores, segundo os autores.

Os pesquisadores explicam ainda que as pessoas que consomem a bebida moderadamente costumam ter hábitos mais saudáveis que as demais, ou seja, beber vinho moderadamente é algo que pessoas saudáveis fazem, e não necessariamente algo que faz as pessoas saudáveis.

O estudo não desmentiu as teorias que ligam o vinho à saúde do coração, mas trouxe dúvidas. Outro estudo, realizado em 2008, indica que o resveratrol, um componente da bebida, é capaz de aumentar a longevidade de camundongos, mas não soube indicar se esse efeito é o mesmo em humanos.

Enquanto não se chega a uma conclusão definitiva sobre o consumo de vinho, os cientistas concordam que mais importante continuam sendo os bons hábitos alimentares, exercícios e bons amigos - no que, convenhamos, uma boa taça de vinho sempre ajuda.

Redação Terra