Por que o ônibus espacial Discovery tem esse nome?

O ônibus espacial Discovery, que levou quatro anos para ser construído e fez seu primeiro voo em 1984, colecionou recordes ao longo dos anos, como o maior número de voos no espaço - 39 missões, já contabilizando a derradeira. Mas por que a nave espacial mais antiga em operação recebeu o nome de Discovery?

Neste último voo do ônibus espacial Discovery, os tripulantes da STS-133 terão a importante missão de repor peças na Estação Espacial Internacional
Neste último voo do ônibus espacial Discovery, os tripulantes da STS-133 terão a importante missão de repor peças na Estação Espacial Internacional
Foto: Nasa / Divulgação

Segundo a Nasa, o nome surgiu em homenagem a duas históricas missões de desbravadores. A primeira é por causa do nome de uma das duas embarcações utilizadas pelo britânico James Cook, em suas viagens pelo Pacífico Sul na década de 1770. Em uma dessas missões, o desbravador descobriu o Havaí. Com a embarcação, ele também explorou as costas do sul do Alasca e o noroeste do Canadá.

Ainda de acordo com a Nasa, o Discovery também recebeu o nome por causa de um navio empregado por Henry Hudson no início dos anos 1600, no Canadá, para explorar o que ficou conhecido posteriormente como Baía de Hudson, uma passagem entre os oceanos Atlântico e Pacífico.

Apesar de ser conhecido popularmente como Discovery, o ônibus espacial também é chamado internamente na agência espacial americana como Orbiter Vehicle-103 - ou simplesmente OV-103.

Após quase 27 anos do primeiro voo, a Nasa prepara para esta quinta-feira a última missão de seu ônibus espacial mais famoso em operação. A nave partirá da Estação Espacial Internacional, no Cabo Canaveral, Flórida, com lançamento previsto para as 16h50 (18h50 de Brasília). Na sua última missão, chamada de STS-133, a nave tem a função de levar seis tripulantes para a troca de importantes peças na Estação Espacial.

Fonte: Terra

compartilhe

publicidade