Vestibular

publicidade
05 de janeiro de 2011 • 09h54

Fique de olho nos 5 assuntos mais cobrados de História

O conteúdo de História é extenso, mas é possível focar o estudo em certos assuntos para o vestibular
Foto: Getty Images
 

O conteúdo de História é extenso, mas é possível filtrar para decidir o que merece uma última olhada antes do vestibular. Os professores Jucenir da Silva Rocha e Gilberto Marone, do Sistema Anglo de Ensino, tomaram como referencial os vestibulares mais concorridose identificaram os temas de cada período histórico que mais povoam as provas. Fique atento para os seguintes conteúdos:

História do Brasil
Os vestibulares têm dando-se ênfase às economias do açúcar e do ouro, no período colonial, e ao processo de independência política.

A expansão do café também é conteúdo certo, pois é algo importante para São Paulo e também um tema quase obrigatório na caracterização do período monárquico. Tem-se ainda centrado atenção na primeira metade do século XX, fases da República Velha e da Era Vargas, para a avaliação sobre a República brasileira.

Idade Antiga
Atenção para a história da Grécia e de Roma, especialmente a democracia ateniense e a formação e decadência do Império romano.

Idade Média
Normalmente o que mais se aborda é o islamismo, a configuração do feudalismo e a sua cultura; da Baixa Idade Média, as transformações que deram origem ao renascimento comercial e urbano e a formação do Estado Nacional.

Idade Moderna
Destaque para o Renascimento e a Reforma Religiosa, a Revolução Comercial e o Estado Monárquico Absolutista. Deste período, deve-se ter conhecimento, não só dessa sucessão de episódios, mas principalmente dos fundamentos que os justificavam. Assim por exemplo:

Martinho Lutero, João Calvino para a Reforma Religiosa; Nicolau Maquiavel, Thomas Hobbes e Jacques Bossuet para o Absolutismo. Ainda, no final da Idade Moderna, inspiradas no pensamento Iluminista, eclodem as revoluções liberais. Da mesma forma, deve-se observar aos fundamentos propostos por John Locke, Montesquieu, Rousseau, Voltaire e pelos fisiocratas, como também a relevante Independência dos Estados Unidos.

Idade Contemporânea
Este é o período com mais volume de conteúdo. Mas a Revolução Francesa é quase regra nos vestibulares. Portanto, atenção para as suas causas e as suas fases, especialmente o conflito entre jacobinos e girondinos na Convenção Nacional; o Terror de Robespierre e a fase derradeira com o golpe 18 Brumário de Napoleão Bonaparte. Do século XIX, a nova ordem política européia após a queda de Napoleão com o Congresso de Viena; as Revoluções liberais e nacionalistas, a Comuna de Paris, as independências na América Latina e o Imperialismo.

Deste período, observe a importância do liberalismo de Adam Smith e o socialismo, especialmente de Karl Marx. Da primeira metade do século XX: a Primeira Guerra Mundial, a Revolução Russa de 1917 e a Crise de 1929 nos Estados Unidos. Deste período, observe a falência da democracia liberal e o surgimento dos Estados Totalitaristas (fascista, nazista) e a Segunda Guerra Mundial (1939-1945). Da segunda metade do século XX: a Guerra Fria, especialmente as tensões internacionais dos anos 50 e 60 (Guerra da Coreia, Revolução Cubana e Guerra do Vietnã); a Nova Ordem fundada na globalização com a desagregação do Império Soviético, como também, o neoliberalismo, as nações emergentes, o fundamentalismo islâmico e os seus reflexos internacionais, o desempenho do FMI, da ONU e da OMC e a atuação dos EUA.

Redação Terra