Enem deverá substituir vestibular da Federal do Rio de Janeiro

25 mai 2011
09h29

A partir do ano que vem, a UFRJ deve usar o Enem como forma única de ingresso de estudantes nos cursos de graduação da universidade. "É uma decisão que está para ser formalizada, mas tenho interesse na adesão ao sistema único", disse o futuro reitor, Carlos Levi, que tomará posse em julho. Segundo ele, a substituição do vestibular pelo Exame Nacional do Ensino Médio é uma tendência em todas as federais.

A implantação do projeto depende ainda da aprovação do Conselho de Ensino de Graduação da Universidade e da homologação do Conselho Universitário. Se o resultado for positivo, os estudantes vão garantir o acesso à universidade apenas com o Enem.

Atualmente, a UFRJ já destina 40% das vagas aos candidatos mais bem-colocados no exame. Outras 20% são voltadas para alunos das redes estadual e municipal e das escolas mantidas pela Faetec, de acordo com as notas do Enem. As 40% restantes são preenchidas pelo vestibular.

As universidades públicas do Rio que já aderiram ao Enem como fase única são a UniRio, Rural e IFRJ. A UFF utiliza o exame como meio de ingresso, mas com só 1.541 vagas - de um total de 7.822 - destinadas aos candidatos mais bem-sucedidos na prova. As demais são preenchidas através do vestibular.

Já a Uerj informou que não pretende aderir ao Enem em nenhuma fase. A estadual manterá seu processo seletivo, que consiste no primeiro e no segundo exames de qualificação - referentes à primeira fase do vestibular - e no exame discursivo - etapa final do concurso.

Fonte: O Dia

compartilhe

publicidade