Candidata desiste de terminar prova da UFPR: "não é brincadeira"

11 nov 2012
17h26
atualizado às 18h47
Roger Pereira
Direto de Curitiba

Oitenta questões resolvidas em menos de duas horas de prova. Os primeiros candidatos a deixarem os locais de aplicação do vestibular da Universidade Federal do Paraná (UFPR) concluíram o exame de primeira fase antes das 16h deste domingo. Mesmo assim, a maior parte dos estudantes não considerou a prova fácil. Entre os primeiros a deixar as salas, havia, inclusive, uma estudante que simplesmente desistiu de terminar a prova.

Carlos Mourão, 18 anos, candidato em Biomedicina, estava confiante com seu desempenho no vestibular
Carlos Mourão, 18 anos, candidato em Biomedicina, estava confiante com seu desempenho no vestibular
Foto: Roger Pereira / Especial para Terra

Ao deixar o local de prova, a "desistente" Joana Luzia Cunes, 18 anos, aparentava resignação. "Desisti. A concorrência é grande e percebi que não me preparei direito. Tentei resolver as primeiras questões, vi o grau de dificuldade e desisti. Preenchi o cartão resposta de qualquer jeito e fui embora", contou. "Ficou a lição para o ano que vem. Não é brincadeira. É difícil mesmo, e só consegue fazer a prova quem está preparado", comentou. Ela tentava uma vaga em Biomedicina.

"Era direta e objetiva. Estava difícil, mas não tinha enrolação. Ou sabia ou não sabia", disse a estudante Camila Duarte, 17, que concorre a uma vaga em Agronomia. "Acho que fui bem, estava preparada, dá para passar para a segunda fase", comentou. "Estava bem mais fácil do que eu esperava. Claro que não dá para comparar com a prova do Enem, mas me preparei para um vestibular bem mais complicado. Esperava mais. Tomara que os outros tenham achado difícil", disse Rodrigo Ponce de Paula Rendak, 17, também candidato em Agronomia.

Carlos Mourão, 18, candidato em Biomedicina, também esbanjou confiança. "A dificuldade já era esperada, é o vestibular de uma universidade federal, mas acho que mandei bem, estou confiante. Agora é ler bastante para se preparar para a segunda fase, que é só redação", disse o candidato que informou só ter tido dificuldade nas questões de história. Já Luan Carvalho Garcia, 18, achou a prova de história e geografia fácil, mas sentiu dificuldades na parte de exatas. "A prova é muito mais difícil que a do Enem, por exemplo".

Entre os primeiros a deixar o local de provas, apenas Joana Luzia Cunes, 18, não estava nem um pouco confiante. "Desisti. A concorrência é grande e percebi que não me preparei direito. Tentei resolver as primeiras questões, vi o grau de dificuldade e desisti. Preenchi o cartão resposta de qualquer jeito e fui embora", contou. "Ficou a lição para o ano que vem. Não é brincadeira. É difícil mesmo, e só consegue fazer a prova quem está preparado", comentou. Ela tentava uma vaga em Biomedicina.

A primeira fase do vestibular da UFPR registrou um número alto de faltantes - 5.976, 12% dos 50 mil candidatos. O maior índice foi na prova para o curso de formação de oficiais da Polícia Militar, realizada pela UFPR simultaneamente ao vestibular, que teve 21% de abstenção. O Núcleo de Concursos da universidade não registrou nenhuma ocorrência durante a aplicação das provas. A UFPR promete divulgar o gabarito oficial da primeira fase do vestibular até as 21h deste domingo.

Fonte: Terra

compartilhe

publicidade