vc repórter: professores municipais organizam nova paralisação no Rio

22 mai 2013
18h37
atualizado às 18h38
  • separator
  • 0
  • comentários

Após a suspensão das atividades em sala de aula nesta quarta-feira, professores e funcionários da rede municipal de ensino do Rio de Janeiro decidiram, em assembleia no Clube Municipal, na Tijuca, realizar uma nova paralisação de 24 horas no dia 12 de junho. Na ocasião será decidido se a categoria entrará ou não em greve.

De acordo com o Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação (Sepe-RJ), 70% dos professores aderiram à paralisação de hoje. A categoria reivindica reajuste salarial de 19%, plano de carreira unificado com valorização pelo tempo de serviço e formação e autonomia pedagógica.

Antes de seguirem para a assembleia desta tarde, que reuniu cerca de 600 pessoas, os profissionais da educação fizeram um protesto em frente à sede da prefeitura por volta das 11h. Com apitos e faixas, a categoria conseguiu garantir uma reunião com a secretária municipal de Educação, Cláudia Costin.

Procurada pelo Terra, a Secretaria Municipal de Educação afirma que das 1.402 unidades escolares, apenas 0,20% não tiveram atendimento no turno da tarde. Ainda segundo o órgão, 2,58% dos professores e 0,35% dos profissionais de apoio não trabalharam no turno da manhã. “No turno da tarde, apenas 2,68% dos professores e 0,34% dos profissionais de apoio não trabalharam”, diz a secretaria em nota.

O internauta José Carlos Pereira de Carvalho, do Rio de Janeiro (RJ), participou do vc repórter, canal de jornalismo participativo do Terra. Se você também quiser mandar fotos, textos ou vídeos, clique aqui.

vc repórter
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade