vc repórter: professores da UFMT aderem à greve nacional

17 mai 2012
10h19
atualizado às 11h30
  • separator
  • comentários

Nesta quinta-feira, professores da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) aderiram à greve nacional por tempo indeterminado. A categoria cobra do governo federal que seja cumprido um acordo assinado em abril de 2011.

A paralisação foi aprovada em assembleia geral convocada pela Associação dos Docentes da Universidade Federal de Mato Grosso (Adufmat) na tarde da última segunda-feira, 14. De acordo com a Adufmat, outra assembleia está prevista para as 14h de hoje. Ela pretende marcar o ato inicial da paralisação e dar seguimento a outras direções da ação.

O presidente da Associação dos Docentes, Carlos Alberto Eilert, publicou em nota que "no âmbito da seção sindical da Adufmat-ssind em cumprimento às exigências legais, vem, por intermédio da presente, avisar a toda comunidade docente e discente e a população em geral que será deflagrada greve nacional dos docentes das IFES à qual se incorporam os docentes da Universidade Federal de Mato Grosso a partir do dia 17 de maio".

O acordo assinado em abril de 2011, que está entre as reinvindicações, garante reajuste salarial de 4%, incorporação da gratificação específica do magistério superior (Gemas) e reestruturação da carreira docente.

A assessoria de imprensa da UFMT afirmou que as aulas estão suspensas, mas que já é prevista reposição após o retorno dos professores, visando assim, não prejudicar o calendário letivo e os alunos.

Na noite de quarta-feira, 16, um grupo formado por professores, técnicos e acadêmicos da UFMT realizou uma passeata na avenida Governador Júlio Campos, no município de Sinop. Com cartazes, apitos, buzinas e um carro de som, eles protestaram em nome da atual situação vivida pelo ensino superior no País.

As universidades federais de Campina Grande (PB), Pará, Paraná, Alagoas, Amazonas, Piauí e algumas instituições de Minas Gerais também confirmaram a paralisação. Já os professores da Universidade de Brasília (UnB) aprovaram indicativo e devem decidir na sexta-feira se aderem à greve.

O internauta Bruno L Mendes, de Sinop (MT), participou do vc repórter, canal de jornalismo participativo do Terra. Se você também quiser mandar fotos, textos ou vídeos, clique aqui .

Grupo formado por professores, técnicos e acadêmicos da UFMT realizou passeata em Sinop
Grupo formado por professores, técnicos e acadêmicos da UFMT realizou passeata em Sinop
Foto: Bruno L Mendes / vc repórter
vc repórter

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade