Um livro de muitos livros: Jogo da Amarelinha, de Cortázar, faz 50 anos

31 ago 2013
09h09
atualizado às 09h09
  • separator
  • comentários

"Encontraria a Maga?" é um questionamento que está entre os começos de uma das narrativas mais instigantes da literatura. Mas pode ser que ele não seja um início e que o leitor se depare com ele apenas no segundo capítulo. Isso porque O Jogo da Amarelinha, do argentino Julio Cortázar, não tem apenas uma forma de ser lido.

Este livro é "muitos livros, mas é, sobretudo, dois livros", segundo a definição do próprio autor. A obra pode ser lida de duas formas: linearmente, em 56 capítulos; ou de forma não linear, com início no 73º (no total, são 155 capítulos), seguindo a ordem indicada ao final de cada tópico.

Rayuela, no título original, completa 50 anos em 2013 e segue, a exemplo do próprio autor, inquietante, ambígua e complexa.

Assim como na obra-prima de Cortázar, você pode optar por ler este material de duas formas: a primeira é com a trajetória do escritor contada em ordem cronológica; a segunda, por sua vez, segue outra dinâmica e estrutura, passeando pela obra, pelo autor e por seu envolvimento político. A escolha é sua. Basta clicar no infográfico abaixo para começar.

<a data-cke-saved-href="http://noticias.terra.com.br/educacao/infograficos/jogo-amarelinha/" href="http://noticias.terra.com.br/educacao/infograficos/jogo-amarelinha/">Um livro de muitos livros: Jogo da Amarelinha completa 50 anos</a>
Cartola - Agência de Conteúdo - Especial para o Terra Cartola - Agência de Conteúdo - Especial para o Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade