PUBLICIDADE

UE quer reforçar diálogo sobre educação superior com o Brasil

1 abr 2011 14h24
| atualizado às 17h07
Publicidade

A União Europeia (UE) e o Brasil iniciarão na próxima semana um diálogo político para reforçar sua colaboração no âmbito da cultura e da educação superior, com ideia de abordar os frutos deste processo na cúpula que ambas as partes realizarão em outubro em Bruxelas.

O diálogo político será iniciado pela comissária europeia de Educação, Cultura, Multilinguismo e Juventude, Androulla Vassiliou, que realizará sua primeira visita oficial ao Brasil de 3 a 9 de abril, segundo informou a Comissão Europeia (órgão executivo da UE) em comunicado.

A comissária se reunirá em Brasília com o os ministros de Relações Exteriores, Antonio Patriota; de Educação, Fernando Haddad, e de Cultura, Ana Buarque de Hollanda. Além disso, manterá reuniões no Rio de Janeiro e em Salvador da Bahia.

As reuniões em Brasília marcarão o começo oficial de uma série de diálogos políticos, em foros específicos para responsáveis políticos e profissionais nos quais se estabelecerão de comum acordo uma série de prioridades em matéria de cultura e educação superior.

Educação Superior
No campo da educação superior, a comissão assinalou que deseja impulsionar a colaboração entre universidades e facilitar para estudantes e docentes a mobilidade entre UE e Brasil com fins trabalhistas e de estudo. "Este ponto é considerado essencial para fomentar a qualidade e a excelência em um ambiente internacional extremamente competitivo", apontou.

Em 2004, mais de 1,7 mil estudantes e professores brasileiros tiveram a oportunidade de estudar e trabalhar na Europa graças ao programa Erasmus Mundus da Comissão Europeia, com o qual se subvencionam programas conjuntos de mestrado e doutorado, segundo dados da CE.

Também receberam subvenções 32 pesquisadores e mais de 40 institutos de pesquisa brasileiros num valor total de 1,6 milhão de euros através do programa Marie Curie, que subvenciona intercâmbios internacionais de pesquisadores.

A visita da comissária também se centrará em projetos de conteúdo social e educativo, relacionados com o esporte e a juventude e subvencionados pela UE.

Mais de 4 milhões de alunos voltaram às aulas nesta quinta-feira, dia 10, na rede estadual de ensino em SP
Mais de 4 milhões de alunos voltaram às aulas nesta quinta-feira, dia 10, na rede estadual de ensino em SP
Foto: Reinaldo Marques / Terra
EFE   
Publicidade