SP: programa para formação técnica tem inscrições até 3 de agosto

26 jul 2012
14h40

Os alunos que se inscreveram para os 48 cursos técnicos do programa Rede Ensino Médio Técnico (Retec), da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo, têm até a próxima sexta-feira, 3 de agosto, para efetivar suas matrículas nas respectivas instituições em que farão o curso escolhido. Mais de 9 mil vagas foram abertas.

As aulas, sediadas em 88 municípios do Estado, estão previstas para começar no dia 13 de agosto, mesma data em que outros 15 mil alunos recomeçarão os estudos iniciados em fevereiro deste ano. Como alguns cursos receberam um número de inscrições maior do que o de vagas oferecidas, a secretaria realizou, na semana passada, um sorteio, cujo resultado pode ser consultado por meio do Portal de Educação .

A ação foi necessária pois, dos 9.906 inscritos, houve 365 inscrições para 20 cursos sediados em 16 cidades. Entre esses 365 alunos, 99 escolheram, no momento da inscrição, uma segunda opção de curso e terão vagas disponíveis. Os demais estudantes serão convocados apenas se houver postos remanescentes.

A Retec é destinada aos alunos que, no ano passado, frequentavam a 2ª série do Ensino Médio ou a Educação de Jovens e Adultos (EJA) em escolas estaduais. Os cursos estão distribuídos em 10 eixos tecnológicos - estabelecidos pelo Ministério da Educação (MEC) - de formação técnica em diferentes setores da economia, como sucroalcooleiro, automação industrial, análise clínica, logística, informática, entre outros.

Rede Ensino Médio Técnico
Lançado em julho de 2011, o programa Rede Ensino Médio Técnico tem como proposta articular o Ensino Médio regular da rede estadual à educação profissional técnica.

A educação técnica profissional é oferecida em duas modalidades: uma de forma concomitante; outra, integrada ao Ensino Médio. Na concomitante, o aluno cursa o Ensino Médio na rede estadual e o técnico à parte, em uma das instituições de educação profissional credenciadas pela Secretaria da Educação mediante chamada pública.

No modelo integrado, a formação básica e o ensino técnico são oferecidos em um único curso estruturado por uma equipe técnica formada por representantes da Secretaria, do Instituto Federal e do Centro Paula Souza.

A meta, até 2014, é alcançar 30% das matrículas no Ensino Médio articulado à educação profissional técnica de nível médio, beneficiando aproximadamente 450 mil estudantes.

Fonte: Terra

compartilhe

publicidade
publicidade